11/10/2016 - Acidentes matam 156 em 9 meses nas BRs

11/10/2016 - Acidentes matam 156 em 9 meses nas BRs

Acidentes mataram 156 pessoas em 2.405 acidentes nas 5 rodovias federais de Mato Grosso, entre janeiro e setembro deste ano. Números da Polícia Rodoviária Federal (PRF) mostram que 1.740 pessoas ficaram feridas. Importante lembrar que os números referem-se a dados obtidos no local do acidente e que não entram no cálculo as mortes ocorridas em unidades hospitalares ou no percurso.

Apesar de ainda alarmantes, os índices apontam uma redução, em comparação ao mesmo período de 2015, informa Arthur Nogueira, superintendente da PRF no Estado. Em relação às mortes a queda foi de 8,2% pois foram 170 óbitos no ano passado, que teve 2.767 acidentes (-13.08%) e 2001 feridos (-13.04%).

Mesmo assim, a meta é não superar 200 vítimas fatais em 2016. Desde que assumiu o comando da PRF, em 2013, a redução vem sendo gradativa. Neste ano foram 300 mortes nas rodovias. Em 2014 foram 280 e em 2015 foram 228 vítimas fatais em acidentes.

As principais infrações dos condutores são: excesso de velocidade (62.111), ultrapassagem indevidas (12.263), ausência de cinto de segurança (3.867 - condutores e 1.683 em passageiros). No caso de crianças sem cadeirinhas foram 570 autuações.

Em relação a flagrantes por embriaguez ao volante foram 1.289 multas. Os números são relativos ao período de 1º de janeiro a 30 de setembro. A PRF emitiu mais de 90 mil multas nas rodovias por excesso de velocidade.

Por isso o planejamento das ações é fundamental, explica. Isto porque o crescimento da frota varia de 8% a 10% anualmente e o volume de escoamento da safra pelas rodovias do estado cresce todos os anos. Hoje o fluxo de veículos pesados chega a 85% da frota circulante, principalmente na época das safras. 
O planejamento inclui campanhas educativas e incremento na fiscalização e ações repressivas. Em relação a educação de trânsito foram alcançados mais de 87 mil cidadãos, condutores ou não, em projetos de educação de trânsito.

Condutores flagrados durante uma infração ou abordagens em postos fixos, são convidados a passar por uma “aula educativa” e assistem um filme. As palestras em empresas, voltadas para motoristas profissionais e o Festival Estudantil Temático de Trânsito (Fetran), que alcançou 12.500 estudantes em 2016, estão entre os programas desenvolvidos.

A melhora na estrutura viária das rodovias, a exemplo do recapeamento de trechos da rodovia BR-070/174, no trecho da Serra do Mangaval, em Cáceres, também é apontado como fator que contribui para a redução de acidentes e mortes. O mesmo aconteceu na BR-070, entre a Serra de São Vicente e Barra do Garças, com instalação de radares fixos, melhoria da sinalização e construção de acostamento.

A manutenção das vias e sinalização dos cerca de 900 quilômetros de rodovias administrados pela concessionária Rota Oeste, também contribuem para a redução dos acidentes, já que nestes pontos é realizado um trabalho em parceria com a PRF, informa Nogueira.

Destaca as melhorias nas estruturas dos postos de trabalho como fator que também reflete no desempenho do efetivo, que conta com 418 policiais rodoviários que atuam nas 8 delegacias e 15 unidades operacionais do estado. O trabalho abrange os 4,1 mil quilômetros, distribuídos em 5 rodovias federais que cortam o Estado. 

 

 

Silvana Ribas, repórter do GD

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário