11/10/2016 - Polícia trata ‘toque de recolher’ como boato; cidade registra sete mortes em menos de 48 horas

11/10/2016 - Polícia trata ‘toque de recolher’ como boato; cidade registra sete mortes em menos de 48 horas

O delegado regional de Rondonópolis (215 km de Cuiabá), Claudiney Lopes, classificou como boato a mensagem de um suposto ‘toque de recolher’ que corre pelas redes sociais. Segundo o texto, que já foi compartilhado em diversos aplicativos de mensagens, a ação seria em resposta a morte de seis criminosos que tentaram assaltar o banco Sicredi, na manhã desta segunda-feira (10), no município.

 

“Eu recebi esta mensagem, nós analisamos aqui, colhemos algumas informações e, pelo menos por enquanto, não passa de boato. A população acaba ficando assustada com a violência e esse tipo de mensagem é comum em situações assim”, disse o delegado em entrevista ao Olhar Direto.
 
A mensagem aponta que a policia, supostamente, estaria pedindo para que “toda a população de Rondonópolis se recolha depois do expediente em suas residências, pois a onda de insegurança ainda paira no ar. A pedido da população, o Governador Pedro Taques decretou situação de emergência e está vindo um batalhão de operações especiais. Por favor, fiquem em casa nesta noite”, diz trecho do texto.
 
Sete mortes
 
Ao todo, foram registradas ao menos sete mortes em 48 horas. O padre João Paulo Nolli, 35 anos, foi assassinado na madrugada do último domingo (10). Ele estava na companhia de três adolescentes que o estrangularam até a morte e depois roubaram o carro, carteira com R$ 65 e um celular (Iphone).
 
Uma troca de tiros entre policiais e criminosos terminou com a morte de seis suspeitos de assaltarem o banco Sicredi, no bairro Vila Operária, em Rondonópolis (215 km de Cuiabá), na tarde desta segunda-feira (10). Um sétimo envolvido também foi ferido e está em estado grave. Os criminosos estavam escondidos em uma casa, na região do Jardim Nilmara, quando foram surpreendidos por policiais civis da Gerência de Operações Especiais (GOE). Eles participaram de um assalto ao banco Sicredi, na parte da manhã.
 
Uma força-tarefa estava estabelecida na cidade antes do assalto ao banco. Isso porque diversas equipes tentavam prender os responsáveis pela morte do padre. O secretário de Segurança Pública, Rogers Jarbas, o secretário adjunto de Inteligência, delegado Gustavo Garcia e o delegado geral da Polícia Civil, Rogério Modelli, se deslocaram ao município para acompanhar o andamento das investigações.

 

 

 

Da Redação - Wesley Santiago

Comentários

Data: 16/10/2016

De: joão de deus ferreira

Assunto: ideias


SEGREGAR
SEGREGAR é separar nitidamente com o fim de isolar e evitar contato, marginalizar, secretar, pôr-se a margem de afastar-se.
ESSA é a história que os grandes jornais Brasileiros não querem contar na integra, por vários motivos de sobrevivência da grande crise que se instalou em nosso País. Mais os jornais estrangeiros estão com prato cheio.
PAÍSES vizinhos estão mais preocupados com o Brasil, até por que eles estão vendo o que está acontecendo na América Central, a violência urbana na américa Central, provoca onda de migração em massa, que estão vivendo dias difíceis e noites sem dormir, esperando o pior.
BRASIL precisamente no Estado do Pará a bruxa está solta, é morte todos os dias, roubo, furto, sequestro, roubo a bancos, e escolas, a situação está cada vez mais difícil, e além de todos esses atos, os meliantes não tem medo das câmeras.
O GOVERNO E PREFEITURA do RIO GRANDE DO SUL, estão instalando câmeras no centro rico de porto alegre e esqueceram de lembrar das periferias, que produz as riquezas de porto alegre. Bem como porto alegre as outras capitais estão querendo inibir este tipo de ação. Dizem que cego não põem venda por que os aleijados tomam conta. Quando todos seguem o mesmo caminho, estão apoiando o gueto vivenciado, praticado pelo seu ilustre Presidente Temer, essa pratica é com certeza desumano, o caminho não é só as câmeras, está faltando algo muito mais importante.
QUANDO o comércio centralizado começa a fechar as portas é sinal que a economia não anda bem. É daí que deve surgir a ideia de se reunir com as associações dos municípios e enviar os resultados para o seu governador, e os governos se reunir com Temer. O que está faltando senhores políticos?
Quando o repórter da bbc falou da miséria que corrói o Brasil lá em Goa na Índia, Temer respondeu? Que não persegue pobres, e citou o Bolsa Família, Bolsa família não é o grupo mais miserável, a crise e a sua falta de humanidade Temer, você jogou milhões de desempregados que outrora produziu os seus altos salários enquanto político ao gueto.
Temer não reconhece a força do povo pobre pagando os impostos mais caros do Mundo, com a queda dos empregos dos pobres, vem a queda da arrecadação, o gueto para essas pessoas é a quebra da Nação.
AGORA O PRESIDENTE TEMER, está solidário com saúde e educação, não quer reduzir recursos.
QUANDO foi questionado a alternativa de elevar impostos a parcela mais rica da população, O PRESIDENTE deixou no ar a intensão de estudar essa medida, e as grandes empresas que o governo empresta e ficam rolando as dívidas com o dinheiro produzido por essas pessoas que o seu governo empurrou para o gueto?
Vocês sabiam que um ser humano mal alimentado, pode sofrer tuberculose e do tipo mais grave.
Brasil é o pior país para meninas na américa do sul.
ACORDO internacional que limita uso de gás de efeito estufa, JOÃO DE DEUS FERREIRA afirma para o Brasil e o Mundo, que HIDROFLUORCARBONETO e outros tipos de gases, não faz as florestas crescerem com rapidez, sem a ajuda do homem.
TEMER prove para os Brasileiros que você gosta de pobres.
JATENE eu sonhei que você cantava igual um passarinho, em uma gaiola muito pequena e eu não erro nos meus sonhos.

JOÃO DE DEUS FERREIRA O HOMEM

Novo comentário