11/11/2014 - Estradeiro da BR-158 começou domingo e passa por municípios do Norte Araguaia

Um percurso de 3.582 quilômetros, que cruza toda região oeste de Mato Grosso, atravessa o noroeste e chega ao porto de Marabá, no Pará, e a outra estação de transbordo no Tocantins, será o próximo desafio da expedição “Estradeiro BR-158”, que será realizada por uma semana, a partir deste domingo, 9 de novembro. Desta vez, os idealizadores da expedição escolheram como trajeto-alvo o corredor de escoamento formado pelas rodovias BR-158 e BR-155, além de estradas estaduais de Mato Grosso, a partir de Primavera do Leste. A região tem um potencial de produção de grãos de até 24 mil toneladas dentro dos próximos dez anos.  

Verificar a situação de rodovias estaduais como as MT-130, MT-02, MT-322, MT-430, MT-427, MT-326 e MT-240, sob os pontos de vista de obras de pavimentação e condições de manutenção, bem como das rodovias federais envolvidas no percurso, é o propósito da caravana, formada por dez profissionais da área de logística. A iniciativa é realizada pelo Movimento Pró-Logística, coordenado pela Associação de Produtores de Soja e Milho de Mato Grosso (Aprosoja-MT).  

“Hoje, a região do Araguaia planta apenas 1,5 milhão de hectares de grãos, mas tem potencial para plantar 5,4 milhões t sobre áreas de pastagem. Até 2025, há possibilidade de se produzir até 24 milhões de toneladas de grãos nessa região, que precisa de corredores de escoamento que nos deem vazão por portos do Norte e do Nordeste”, esclareceu Edeon Vaz Ferreira, diretor executivo do movimento.  

Por meio do acesso ao porto do Marabá (PA), rota de ida da expedição, é possível escoar cerca de 10 milhões de toneladas de grãos. Pela navegação pelo rio Tocantins, chega-se aos portos de Vila do Conde, em Bacarena (PA), e Outeiro, em Belém. Na rota de volta do Estradeiro, os integrantes passarão pelo terminal ferroviário de transbordo de Palmeirante, localizado na cidade de Colinas do Tocantins, no Tocantins. Por ele, a produção pode ser escoada até o porto de Itaqui, no Maranhão.  

A viagem, que partirá de Cuiabá no domingo à tarde, também conta com a realização de quatro simpósios do Movimento Pró-Logística, abertos à sociedade organizada das cidades e regiões de Primavera do Leste, Canarana, Porto Alegre do Norte e Redenção (PA).  

“Todo o roteiro é documentado. Observamos, principalmente, a manutenção das pontes nessa região, que tendem a estar muito piores neste período. Diante de tudo documentado, apresentamos a situação aos governos para cobrar providências e ampliar abertura de novas estradas”, finalizou o diretor.

 

 

24 Horas News

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário