11/11/2014 - Há 35 anos foi realizado o plebiscito que criou Canarana

CANARANA - No dia 11 de novembro de 1979 foi realizado o plebiscito que decidiu sobre a emancipação de Canarana. Portanto, na próxima terça-feira estará completando 35 anos deste importante marco de nossa história.

Canarana tornou-se distrito de Barra do Garças pela Lei Estadual 3.762 de 29 de junho de 1976, abrangendo as áreas dos atuais municípios de Água Boa, Ribeirão Cascalheira e Querência. O Sr. Marino Schaeffer foi o primeiro sub-prefeito nomeado pelo então prefeito Wilmar Peres de Farias.

 
Em 22 de setembro de 1978 foi fundada a SAC – Sociedade Amigos de Canarana, que tomou para si a luta pela emancipação com apoio do deputado estadual Ricardo Correa. 
 

Em 30 de dezembro de l978 foi constituída a Comissão Pró-Emancipação de Canarana integrada por Luiz Cancian, Elói Ernesto Rabuske, Luiz Palma, Guido Afonso Rauber, Mário Mazureck e Nilvo Vicente Colling.

 
Em 15 de março de 1979 assumiu a Presidência da República para um mandato até 15 de março de 1985 o General João Batista Oliveira Figueiredo, eleito por um colégio eleitoral. 
 

Em 17 de outubro de 1979 a Assembléia Legislativa do Estado de Mato Grosso baixou o Decreto Legislativo nº 2.635 determinando a consulta plebiscitária pelo Tribunal Regional Eleitoral para criação do município de Canarana e outros do Estado. 

 

No dia 11 de novembro de 1979 os canaranenses foram convocados às urnas para dizer que queriam a emancipação com 1.178 votos a favor do SIM e 87 contrários - a favor do NÃO. 

 

Com o resultado favorável, a Assembléia Legislativa aprovou o projeto e o governador sancionou em 26 de dezembro com Lei Estadual nº 4.165 publicado no Diário Oficial daquele mesmo dia. O Município de Canarana, como os demais criados naquele ano, deveriam ser instalados em 1981, após as eleições municipais de 1980, mas as eleições previstas para aquele ano foram prorrogadas para 1982 e os mandatos dos prefeitos e vereadores prorrogados para haver coincidência com a eleição direta para governador, senadores e deputados. 

 

Esta medida trouxe um problema para a instalação dos municípios criados em 1979, como o de Canarana. O governador do Estado Frederico Carlos Soares Campos propôs a Assembléia Legislativa uma emenda à Constituição do Estado de Mato Grosso e obteve a aprovação criando o cargo de Administrador Municipal e assim poder instalar os novos municípios, embora sem Câmara de Vereadores.

 

Texto escrito a partir dos arquivos deixados pelo saudoso Arlindo Schwantes.

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário