12/02/2014 - Prefeito de Canarana é cassado por crime de abuso econômico e presidente da Câmara deve assumir

O prefeito de Canarana, Evaldo Dhiel (PSD),  foi cassado por decisão tomada pela juíza Caroline Schneider Guanaes Simões por crime de abuso econômico cometido na eleição de 2012. A magistrada acolheu a denúncia apresentada pelo promotor Jorge Damantes que cassou o diploma de Evaldo e também do vice-prefeito, Niki Bernardes (PP). A decisão será publicada quarta-feira, dia 12/02.

De acordo com a legislação eleitoral, Evaldo tem um prazo de três dias úteis para apresentar recurso TRE/MT e quem sabe conseguir uma liminar para se manter no cargo. Nesse prazo, o Poder Judiciário irá notificar a presidente da Câmara Municipal, Vereadora Márcia Luft (PSD) para assumir a prefeitura.  

A denúncia contra Evaldo dá conta de uma suposta compra de votos na eleição de 2012 inclusive com um video que foi anexado no processo, envolvendo também a Dr.ª Cláudia, ex-secretária de Saúde de Canarana, quando eleitores filmaram a captação ilícita de votos.

Evaldo por intermédio dos seus advogados já está preparando recurso para ser impetrado em Cuiabá. Colaboração: O Pioneiro/Canarana News.

 

Ronaldo Couto

 

 

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário