12/02/2014 - Prefeitos apresentam carta de reivindicações para Dilma e pedem conclusão de Ferrovia e da BR 163

Os prefeitos dos municípios de Sorriso Dilceu Rossato (PR) e de Otaviano Pivetta (PDT) de Lucas do Rio Verde, vão apresentar uma carta reinvindicações para a presidenta Dilma Rousseff (PT) solicitando que seja acelerado o projeto da Ferrovia de Integração Centro Oeste (Fico) e a conclusão das obras de pavimentação da BR 163, ligando Cuiabá a Santarém (Pará).

De acordo com Rossato, o principal gargalo de Mato Grosso hoje é a logística. “Queremos produzir mais e melhor, porém, não temos onde armazenar o que produzimos nem como escoar, provocando perdas para o produtor diante deficiência da logística de armazenagem e transporte”, assevera Rossato.

Segundo o gestor, quase 40% doas produtos brasileiros oriundos do campo que são vendidos para outros países, saem de Mato Grosso. Este ano a previsão da safra é de colher 200 milhões de tonelada de grãos. Desse total, aproximadamente 40 milhões sairão de Mato Grosso.

“Principalmente soja, milho e carne, mas muita gente já está repensando sua produção por que não consegue vencer a deficiência de logística”, explica.

A previsão é que a Ferrovia da Integração do Centro-oeste (Fico) ligará Campinorte (GO) a Lucas do Rio Verde (350 km de Cuiabá).

Antes de fazer a abertura simbólica da colheita da safra de soja em Mato Grosso, esta manhã, em Lucas do Rio Verde, a presidente Dilma Rousseff visitou uma fazenda nas proximidades da Fundação Rio Verde (onde ocorre a solenidade) e pilotou um trator puxando plantadeira e depois uma colheitadeira.

O município de Lucas do Rio Verde foi escolhido para sediar o evento pela representatividade local no agronegócio brasileiro, colhendo 1,5% de toda a produção nacional de grãos. A colheita de soja, por exemplo, é estimada em 800 mil toneladas por ano em 240 mil hectares plantados, enquanto a de milho é de 1,1 milhão de t. em 170 mil ha. Outro destaque é o algodão, com cerca de 7,5 mil t. em 30 mil ha.

 

Olhar Direto 

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário