12/04/2013 - Logística de MT é debatida durante 8º Circuito Aprosoja

Presidente da AL-MT, José Riva, participou do lançamento do maior evento de planejamento de safra do Brasil

 

A falta de logística no Estado para o escoamento da produção foi o principal tema de debates entre produtores, economistas e políticos durante o lançamento do 8º Circuito Aprosoja, maior evento de planejamento de safra do Brasil, realizado na noite de quinta-feira (11), no Cenarium Rural.

 

Mesmo sendo o maior produtor de grãos do país, Mato Grosso carece de ampliação dos investimentos do Governo Federal na infraestrutura para o escoamento da safra. Durante o evento, as críticas sobre a falta de planejamento da União para resolver os problemas de logística no Brasil foram unanimes.

 

Participante do evento, o presidente da Assembleia Legislativa, deputado José Riva (PSD), lembrou que tem feito sucessivos pronunciamentos na tribuna do legislativo estadual, sobre a necessidade de solução emergencial para a falta de logística no país. “A situação é lamentável, o governo federal deve muito a Mato Grosso, que não pode ser visto como um estado rico, mas de potencial. Carecemos de investimentos pesados em logística, que infelizmente é o grande entrave para o desenvolvimento, pois perdemos  competitividade. Acho que o Brasil se acovardou na discussão das hidrovias, atrasamos os programas de ferrovia e as nossas estradas são precárias. Não podemos ficar presos a um programa ferroviário nacional e desenvolvemos um projeto próprio na Assembleia Legislativa, que prevê a interligação entre Água Boa (MT) e Espadarte (PA)”, explicou.

 

O Circuito Aprosoja é realizado nos meses de abril e maio. Neste ano, conta com a participação de representantes da China, Estados Unidos e Argentina, que apresentarão o cenário de produção e consumo daqueles países. Para Riva, é uma oportunidade de discutir a infraestrutura do Brasil.

 

“É o momento dos políticos estarem presentes para ouvir o clamor da classe produtora, que passa por dificuldades em função da falta de logística, além de aprendermos com os palestrantes que são referências no país”, afirmou.

 

No lançamento do Circuito Aprosoja, o especialista em agronegócio e fundador da Agroconsult, André Pessôa, ministrou palestra sobre o cenário e oportunidades do setor. Posteriormente, aconteceu um talkshow sobre política e economia mediado pela jornalista da Globo News, Cristina Lobo, com a participação do jornalista do Valor Econômico, Mauro Zanatta e do consultor e renomado economista do país, Paulo Rabello de Castro.

 

Rabello de Castro, inclusive desenvolveu estudo no ano passado sobre a situação econômica do Estado, por solicitação da Associação Mato-grossense dos Municípios (AMM), em parceria com a Assembleia Legislativa, culminando na elaboração da proposta de criação da Lei da Eficiência Pública (LEP-MT), que prevê a diminuição nos gastos com a atividade-meio e investimentos nas áreas essenciais.

O economista aproveitou o evento para fazer dois alertas ao Estado. “No âmbito do plano internacional, não podemos acreditar que Mato Grosso terá sorte para sempre, em um momento pode ocorrer a perda. A crise mundial ajuda a produção brasileira, e devemos lembrar que não existe mais no país, a lei de mercado de oferta e demanda”, disse.

 

No âmbito estadual, lembrou que podem ocorrer prejuízos econômicos com a falta de planejamento, até por isso a importância de aprovação da LEP-MT.  

EVENTO – Presidente da Aprosoja, Carlos Fávaro, lembrou que Mato Grosso é referencia no agronegócio do país e a instituição realiza o Circuito Aprosoja para levar informação aos produtores e ajudá-los a tomar decisões importantes sobre a safra. “Temos debates sobre o cenário internacional, custo de frete, entre outros assuntos importantes. Precisamos de auxílio do poder público para garantir a competitividade e isso só acontecerá com a melhoria da logística”, conclamou.

 

Ao concordar com a falta de logística do país, o presidente da Famato, Rui Prado, destacou que Mato Grosso tem atuado fortemente na qualificação dos trabalhadores rurais. “No ano passado, promovemos estudos com todas as cadeias de soja, cursos para levar ao campo e consequentemente, teremos maior produtividade, tornando o Brasil ainda mais produtivo”.

 

Senador Blairo Maggi (PR), também falou sobre o ‘gargalo’ de infraestrutura do país e destacou que as lideranças políticas estão cumprindo com o seu papel, apontando problemas e apresentando as soluções para o governo federal. “Tivemos reunião nesta semana com a ministra chefe da Casa Civil, Gleisi Hoffmann, defendemos melhoria na logística e nos foram apresentados os projetos de ferrovia e hidrovia do país para os próximos dez anos”.

 

A organização dos produtores do Estado é o que tem feito o Estado superar os problemas de logística, na avaliação do deputado federal e presidente licenciado da Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA), Homero Pereira (PSD). “Mato Grosso mais uma vez vai dar exemplo no agronegócio, o que é importante para a economia do país. Trabalhamos intensamente no Congresso Nacional, por melhorias significativas na nossa infraestrutura, mas enquanto isso, atuamos fortemente para o desenvolvimento”.

 

KLEVERSON SOUZA

Assessoria da Presidência

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário