12/06/2012 - CONVENÇÃO DEFINE ROBISON CANDIDATO A PREFEITO E VANUSA A VICE-PREFEITA

 

O ex-prefeito Robison Aparecido Pazetto e sua esposa e ex-primeira-dama, Vanusa Celestino Pazetto, foram definidos candidatos em uma convenção do Partido Progressista realizada na tarde deste domingo. Pela quarta vez, Robison Pazetto enfrentará uma campanha eleitoral, sendo esta, especial, pois terá sua esposa como candidata a vice-prefeita.

Com pouco mais de 300 pessoas presente na convenção, o prédio onde funcionará o ‘quartel general’ do ex-prefeito, ficou lotado de simpatizantes do casal. Com direito a torcida organizada, onde, conclamaram o nome do ex-prefeito, Robison fez um discurso inflamado, tirando aplausos de seus seguidores.

Em sua fala, o ex-prefeito repetiu por várias vezes que o povo agora pode dizer que ele e sua esposa são candidatos. “A oposição andava falando que eu e nem a Vanusa poderíamos ser candidatos. Hoje estamos aqui mostrando que não só podemos ser candidatos, mas que somos candidatos a prefeito de Nova Xavantina”, disse o ex-prefeito, esquecendo que seu grupo aguarda apreensivo seu registro de candidatura na justiça eleitoral, onde o juiz poderá aceitar, ou não, sua candidatura.

Em entrevista exclusiva ao NOTÍCIASNX e a Rádio RNX, Pazetto disse que além dos partidos (PCdoB, PSL, PRP e PRB) que hoje selaram aliança com o grupo, outros partidos ainda estão em fase de conversação para fechar com Robison. “Estamos em conversação com outros partidos, como por exemplo, o DEM e o PMDB, que poderão somar com a gente nesta campanha”, revelou.

Quatro partidos selaram apoio com o casal Pazetto, entre o quais, estão o PSL do empresário Carlinho Pinheiro, o PRB do ex-vereador Ney Bispo e o PCdoB do funcionário público municipal Wander e o PRP do Daniel.

Sobre sua candidatura sob efeito de liminar, Robison minimizou afirmando que a questão da justiça será discutida mais a frente. “O importante é que somos candidatos. Com liminar, sem liminar, nós somos candidatos. A justiça serve para isso, para julgar os processos. E nós entedemos que não tivemos culpabilidade nenhuma no passado. Não fizemos nada de errado. Temos a consciência tranqüila que não comentemos nada em desconformidade com a lei eleitoral”, desabafou Pazetto, lembrando que sua inelegibilidade terminou dia 08 de junho do corrente ano.

REGISTRO DE CANDIDATURA

Segundo a legislação eleitoral, convenção não significa candidatura, apenas um entendimento entre partidos para formar coligações proporcionais e majoritárias. Após este ato, que termina o prazo no dia 30 deste mês, vem a segunda parte do processo, onde cada partido pedirá ao juiz eleitoral o registro das candidaturas dos pré-candidatos a prefeito, vice-prefeitos e vereadores. Neste momento, os candidatos deverão apresentar vários documentos e certidões. Ou seja, após todo o processo de convenção, o juiz terá que analisar as condições de cada candidato na justiça, para depois deferir, ou não, cada candidatura apresentada a justiça eleitoral. 

 

Redação NotíciasNX

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário