12/07/2014 - A rodovia do Vale do Araguaia é o melhor elo entre Mato Grosso, o Nordeste e o Pará

EDUARDO GOMES - Melhor logística que a BR-158 para Mato Grosso chegar aos portos do Maranhão e alguns do Pará, impossível. Essa rodovia longitudinal também é o pulmão do Vale do Araguaia na margem mato-grossense, onde enfrenta barreira indígena e a malemolência do governo federal para concluir sua pavimentação. No seu eixo de influência, enquanto a obra de asfaltamento permanece em estilo sanfona, a qualidade de vida é prejudicada, a população se sente abandonada, a economia e os municípios são afetados. O Custo Brasil joga nas nuvens o preço do frete das commodities agrícolas que a duras penas são escoadas e em seu leito o amanhã se esconde entre a poeira no verão amazônico e, no inverno, por conta dos atoleiros, e não dá sinais de chegar.

 

Para melhor compreender a importância da 158 é imprescindível percorrê-la entre Pontal do Araguaia e a divisa com o Pará, em Vila Rica, mas não basta isso. É preciso conhecer seu eixo de influência e se debruçar sobre o mapa para observar que sem ela a região do Araguaia entre Barra do Garças e Vila Rica não tem entrada nem saída. Conheça a realidade da rodovia e de seu eixo de influência lendo esta reportagem. Pé na tábua que a BR-158 pede passagem.

 

 

Comentários

Data: 15/07/2014

De: o eleitor

Assunto: 158

Balela a cada dez anos 10 km. tem que ser feito como o senador do acre que acionou o MP onde a rodovia de lá ja dura 70 anos a nossa eu ja estou com 46 anos e toda eleição vem esses mentirosos com mais balela!!

Novo comentário