12/09/2011 - Pavimentação da BR-158 pode sofrer um novo atraso de um ano

As obras de pavimentação da BR 158, na ligação de Mato Grosso e Pará, podem sofrer um novo atraso que pode chegar a um ano. Um extrato com um contrato aditivo foi publicado no Diário Oficial da União (DOU) com essas informações. A notícia não agrada a população do Norte Araguaia que aguarda a continuidade do asfalto iniciado em 2010 após a cidade de Ribeirão Cascalheira.

Em maio, antes da mudança do comando do DNIT, ex-superintendente Nilton de Brito informou que asfaltamento do trecho de Vila Rica até Confresa seria retomado no segundo semestre deste ano com correção do contrato Semenge S.A. onde já foram pavimentados 23 quilômetros.

Para chegar à fronteira com o Pará, a Br 158 faltam em torno de 200 quilômetros para serem asfaltados.

O contrato aditivo Nº 2/2011, contratante: Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes e contratada Toniolo, Busnello S/A Túneis representada por Arno Mansueto Busnello. O resumo do aditivo diz respeito à prorrogação de prazo ao contrato de empreitada, cujo objeto é a execução das obras de pavimenta na rodovia Br 158, lote 03, trecho; divisa PA/MT.

Entrada da Br 070 com a MT 100(divisa de MT e GO) Barra do garças trecho urbano e subtrecho; entrada MT 430 e Br 242/ MT 424 segmento km 135,13 – Km 201,16. Fundamento legal artigo 57, inciso II da lei nº 8.666/93 e no parágrafo primeiro da cláusula sexta do Contrato. Prorrogação: prorroga-se por mais 365 dias a partir de 29/10/2011. Eficácia: Este Termo terá eficácia a partir da data da sua publicação no DOU. Processo: 50611.001447/2008-41. Data da Assinatura: 2 5 / 0 8 / 2 0 11.

 

Escrito por Ronaldo Couto

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário

OS COMENTÁRIOS É DE TOTAL RESPONSABILIDADE DOS INTERNAUTAS QUE O INSERIR. O REPÓRTER DO ARAGUAIA ONLINE RESERVA-SE O DIREITO DE NÃO PUBLICAR MENSAGENS COM PALAVRAS DE BAIXO CALÃO, PUBLICIDADE, CALÚNIA, INJÚRIA, DIFAMAÇÃO OU QUALQUER CONDUTA QUE POSSA SER CONSIDERADA CRIMINOSA. OS COMENTÁRIOS QUE CONTER NOS ITENS CITADOS ACIMA SERÃO EXCLUÍDOS. TODOS OS COMENTÁRIOS SÃO ARQUIVADOS ATRAVÉS DO IP E SERVIRÃO DE PROVAS CONTRA AQUELE QUE USAR ESTE MEIO DE COMUNICAÇÃO.