12/09/2016 - Mato Grosso forma 29 oficiais especializados em combate a incêndios florestais

O secretário executivo da Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema-MT), André Baby, participou da formatura de 29 oficiais de bombeiros no curso de 'Prevenção e Combate a Incêndios Florestais', realizada na terça-feira (06.09), no Parque Estadual Massairo Okamura, em Cuiabá. “O trabalho em conjunto entre o órgão ambiental e o Corpo de Bombeiros tem sido fundamental para fazer frente ao problema que as queimadas ainda representam para o Estado”, salientou o gestor.
 
Essa é a primeira turma, em 11 anos, a obter esta formação, que exige muitos conhecimentos técnicos específicos. A capacitação é primordial para as atividades desenvolvidas pelo Batalhão de Emergências Ambientais (BEA), que possui duas bases de trabalho, uma delas no próprio Massairo Okamura e outra na sede da Sema, na Capital. O trabalho é realizado não só no período proibitivo para as queimadas (entre julho e setembro), mas ao longo de todo o ano, com mobilização da comunidade, educação ambiental e treinamento de brigadas nos municípios de Mato Grosso.

Conforme o comandante geral do Corpo de Bombeiros, coronel Júlio Cesar Rodrigues, essas atividades referentes ao fogo exigem muito preparo técnico e logístico, já que envolvem aplicação de grandes volumes de recursos públicos. “Nós vivemos um momento em que a sociedade percebeu que é preciso trabalhar de forma mais eficiente para evitar o desperdício do dinheiro público, que é finito e insuficiente para todas as demandas, estamos muito satisfeitos com o apoio total oferecido pela Sema”.

Foram 58 dias de treinamento, entre atividades teóricas e práticas realizadas no 1º Batalhão do Corpo de Bombeiros (no Verdão), 13ª Brigada Militar do Coxipó D'Ouro e também com enfrentamento ao fogo no Parque Estadual Serra de Ricardo Franco (Vila Bela da Santíssima Trindade). Dos 38 bombeiros que iniciaram o curso, apenas 29 o concluíram. Além de realizar o enfrentamento direto das ocorrências, estes formandos poderão atuar como multiplicadores dos conhecimentos, na formação de brigadas municipais.

Atuação imediata
O coordenador da turma, tenente do Corpo de Bombeiros Leandro Souza Alves, explica que os estudos incluíram: conhecimento em geotecnologias para prever o comportamento do fogo, sistemas, leitura de mapas das regiões de MT, conhecimento dos ventos, previsão do tempo; técnica de prevenção, como aceiro, queima controlada, conscientização ambiental, legislação, utilização de equipamentos (como bomba costal e abafadores) e o trabalho de perícia. “Todos eles já estão aptos para atuar de imediato, principalmente nos parques estaduais que são mais sensíveis ao fogo”.

Emocionado, o soldado do Corpo de Bombeiros, Arthur Queiroz, de 30 anos, afirma que o esforço de ficar longe do filho recém-nascido e da esposa é por uma boa causa. Há cinco anos na corporação, ele sempre quis se dedicar a esta área, mas só agora o treinamento foi realizado. "Foi difícil, foi intenso, mas esse trabalho que vamos realizar é um orgulho e um exemplo que deixo para o meu filho e para as próximas gerações".

 

 

 

Rose Domingues/Assessoria

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário