12/10/2015 - MT possui 75 cidades com alta incidência de casos de dengue

12/10/2015 - MT possui 75 cidades com alta incidência de casos de dengue

Dos 141 municípios mato-grossenses, 75 apresentam neste ano alta incidência de dengue com índice superior a 300 casos por 100 mil habitantes. No Estado, a incidência é de 706 casos notificados a cada 100 mil habitantes, de acordo com os mais recentes dados divulgados pela Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT). A alta incidência representa um aumento significativo em relação ao mesmo período no ano anterior. 

Segundo o Boletim Epidemiológico da Dengue, emitido pela Secretaria de Estado de Saúde, foram 22.773 casos notificados de dengue em oito meses - aumento de 123,29%, em comparação ao mesmo período de 2014, quando houve 10.199 notificações. 

Seis óbitos por dengue foram confirmados nos municípios de Cuiabá, Matupá, Sapezal, Sorriso, Juína e Rondonópolis. Cinco mortes ainda seguem em processo de investigação, aguardando o resultado do laboratório. 

Sinop continua como o município com maior número de notificações, com 3.214 casos. Rondonópolis e Cuiabá também registraram números expressivos, com 1.287 e 2.724 casos, respectivamente. 

A SES recomenda às secretarias municipais de Saúde que mantenham a rede atenta para o diagnóstico precoce da doença e o manejo correto para que os óbitos sejam evitados. Além disso, são realizadas atividades de vistoria, orientação e prevenção, principalmente nos municípios silenciosos e de maior incidência. 

Zyka e Chikungunya 

Cinco casos de zika vírus já foram confirmados em Mato Grosso, sendo dois em Rondonópolis, um em Tesouro, um em Cuiabá e um em Várzea Grande. 

Sobre a febre chikungunya estão em análise 169 exames, sendo nove aguardando triagem. Até o momento, não foi confirmado caso de transmissão da doença em Mato Grosso. No entanto, no início do mês de março ocorreu o primeiro caso "importado" de febre chikungunya no município de Cuiabá. 

Cuidados 

Os sinais e os sintomas da dengue, febre chikungunya e zika vírus são parecidos, a primeira manifestação é a febre alta de início abrupto, acompanhada de dores articulares e musculares, dores de cabeça, fadiga e manchas avermelhadas na pele. Perda de peso, náuseas e vômitos são comuns. 

A orientação é de alerta dos sintomas, caso apresente sinais e sintomas das doenças, deve-se procurar imediatamente os serviços de saúde e evitar o uso medicamentos sem prescrição médica.

 

 

 

Da Redação - Patrícia Neves

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário