12/11/2012 Banho de sangue: 9 homicídios em 48 horas; 2 meninos de 3 anos assassinados na capital de Mato Grosso

Quarenta e oito horas de um banho de sangue sem precedente entre à noite deste sábado (10),  a madrugada e a manhã deste domingo (11). Quatro pessoas foram assassinadas no sábado, Outras quatro foram mortas neste domingo. Duas crianças foram assassinadas covardemente. Dois bandidos foram mortos em confronto com policiais. O final de semana já “contabiliza!” nove assassinatos. Entre as vítimas, duas crianças. Uma delas, um menino de apenas três anos que levou um tiro na boca. O outro garotinho foi jogado pelo ex-padrasto nas águas do rio Cuiabá. Sem contar outras seis pessoas feridas em atentados e dezenas de roubos e furtos, Novembro já registra 20 assassinatos.

O menino Renan Bruno da Silva Campos. de três anos foi vítima de mais uma violenta brutal. Bandidos-assassinos  passaram em uma moto atirando contra uma pessoa no Jardim Eldorado, mas uma das balas atingiu a boco de Renan,que morreu a caminho do hospital.

Moradores do Jardim Eldorado, atualmente um dos mais violentos de Várzea Grande, contaram para a Polícia Militar que os atiradores que passaram em duas motos são conhecidos como “Tiaguinho”, “João Mar” e “Janguinho”.

O corpo de Renan foi liberado por investigadores Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), que começaram  as investigações chefiadas pelo delegado Antonio Sperandio, ainda no local do crime.

SANGUE – Foi uma note das mais violentas dos últimos anos na Grande Cuiabá. Em menos de dez horas - entre às 20 e o final da madrugada de domingo -,  pelo menos quatro pessoas foram assassinadas e outras seis foram baleadas  e esfaqueadas e continuam hospitalizadas, algumas em estado grave.

No bairro Jardim dos Estados, em Várzea Grande, uma tentativa de chacina terminou com um jovem morto e outros dois baleados. Com passagens pela Polícia por assalto, Ronaldo Ribeiro Campos, o “Careca”, de 23 anos, foi baleado junto com mais dois “amigos” dele.

“Careca”, segfundo a POlícia Militar, morreu na hora e os outros dois amigos deles baleados continuam hospitalizados. O crime, segundo a Polícia Militar, pode estar relacionado a um "acerto d e contas" ou uma "queima de arquivo".

Em Cuiabá, quase no mesmo horário, a vítima foi Douglas da Silva Rodrigues, de 24 anos, morto com vários tiros. O crime aconteceu na Avenida Brasil, próximo ao Córrego Oito de Abri, no bairro Cidade Alta.

E mais uma vez, dois homens em uma moto passaram atirando e mataram Douglas.Os atirados, também segundo moradores da região, são identificados como Tales e Michel, moradores Jardim Independência, na mesma região. Douglas teria dezenas de passagens pela Polícia e estaria marcado para morrer.

Uma das pessoas baleadas na noite-madrugada sangrenta foi uma mulher até o momento não identificada – ela não possui documentos -, baleada na Rua Ari Coelho, no bairro Cristo Rei, em Váqrzea Grande.

FIM DE CARREIRA - Dois assaltantes de banco foram mortos em confronto com a Polícia Militar em Várzea Grande neste domingo. Seus nomes ainda não foram divulgados. Outros dois bandidos que estavam em carro vermelho conseguiram escapar do cerco policial.

No carro, a Polícia Militar apreendeu mais de R$ 1 milhão em dinheiro e armas pesadas, inclusive uma metralhadora Ak-47 e um revólver. As vítimas, segundo a PM, seriam assaltantes de duas agências bancárias em Comodoro (Oeste, a  644 quilômetros de Cuiabá).

A “batalha”, segundo a PM, foi travada entre policiais do Batalhão de Operações Especiais (Bope) próximo ao Trevo do Lagarto, na entrada de Várzea Grande. Os dois corpos já estão no Instituto Médico Legal (IML). Policiais do Grupo de Combate ao Crime Organizado (GCCO), acompanharam a ocorrência.

DUPLO HOMICÌDIO - A Polícia Militar prendeu um homem identificado até o momento apenas como Carlos. Ele é acusado de matar um menino de apenas três anos e a ex-sogra dele, Admárcia Maria da Silva, de 49 anos. A criança, segundo uma testemunha, foi jogada nas águas do rio Cuiabá de cima da Ponte Júlio Muller por volta das 6 horas da manhã deste domingo.

O corpo do pequeno Ryan Alves foi localizado por pescadores logo em seguida após a criança ser jogada da ponte que divide Cuiabá de Várzea Grande. A avó de Ryan foi morta a facadas e ainda teve o corpo carbonizada devido o "monstro" ter ateado fogo na casa.d ela, no bairro Dom Aquino.

O novo “monstro”, identificado como Carlos, já confessou o crime a policiais da DHPP, onde ele foi autuado em flagrante em crime de duplo homicídio.

A intenção do "monstro", segundo a Polícia, era matar Ryan, a ex-sogra e a mãe de Ryan, Tássia Alves. Só que a mãe fo menino não estava dentro da casa no momento da tragédia. e a ex-sogra.

Ryan f oi a terceira criança, duas com três anos, e uma com quatro anos, assassinadas covardemente e brutalmente em menos de 15 dias em Cuiabá e Várzea Grande.

 

Redação 24 Horas News com  O Repórter do Araguaia

Comentários

Data: 24/11/2012

De: roseane da silva da cruz pereira

Assunto: douglas da silva rodrigues

o douglas n tinha tanta passagem pela policia sò tinha uma pela maria da penha ele n era assasino nem vagabundo éra trabalhador onesto alem de matar o douglas os assasinos querem matar todas as familias toda assasinos o policia preste atencâo os maandros estâo nas ruas

Data: 15/12/2013

De: uma pessoa que o conhecia tao bem

Assunto: Re:douglas da silva rodrigues

ele era um bom pai ele foi assasinado na frente do filho dele

Novo comentário