12/12/2011 - Canalização destampada e sem sinalização causou morte de criança

 

A família de Mayk Samuel Gomes Nunes, 12 anos, que morreu arrastado pela enxurrada em Barra do Garças, está desolada. O garoto caiu em uma canalização destampada sem sinalização e foi arrastado pela força das águas por 3 km. Ele foi vítima de afogamento.
 
Os pais Joaquim Nunes da Silva e Kênia Patrícia Gomes estavam inconsoláveis durante o velório ocorrido neste final de semana. A mãe disse que o filho estava voltando com os colegas de uma festinha na escola e quando foram atravessar a rua Delvita Galvão, Mayk caiu dentro da canalização que estava aberta e foi arrastado por três quilômetros. 
 
Patrícia disse que há dois anos o filho dela, que é especial, tentou ajudar uma mulher que estava atravessando a rua com uma criança pequena e de bicicleta e foi arrastado por duzentos metros. Na ocasião, um homem que passava pelo local foi quem o segurou.
 
“Meu filho era doce, meigo e inocente. Ele pouco percebia o perigo. A falha é de quem faz uma obra como essa fora de época e sem sinalização e deixar uma canalização aberta”, completou. 
 
Os colegas de Mayk contaram que ele estava atravessando numa tábua sobre a canalização quando escorregou e caiu. O corpo dele foi encontrado meia hora depois no córrego Fundo atrás da fabrica da Coca Cola e da Silgran. O clima de comoção tomou conta do bairro São José um dos mais prejudicados com a chuva. 
 
A enxurrada fez estragos também no Jardim Nova Barra e Vila Maria. A dona de casa Solange da Silva se desesperou ao ver a casa inundada e móveis molhados. Ela perdeu cama, sofá, rack, penteadeira,fogão e até a porta que foi arrancada com a chuva.
 
De Barra do Garças - Ronaldo Couto
 
 
 
Leia também:
 
08/12/2011 - Garoto de apenas 12 anos morre arrastado por enxurrada em MT
 
Um garoto de 12 anos morreu ao ser arrastado pela enxurrada em Barra do Garças (a 509 km de Cuiabá), nesta quinta-feira (8). Mayk Samuel Gomes Nunes brincava com outros garotos de sua mesma faixa etária, por volta das 17h45, próximo a uma valeta no bairro São José, quando começou a chover e logo se formou uma enxurrada muito forte. A força das águas arrastou o garoto por toda a extensão do bairro Jardim Nova Barra só parando no córrego Fundo, abaixo da empresa Silgran, onde o corpo de Mayk foi encontrado pelos bombeiros. 
 
A chuva pegou todo mundo de surpresa principalmente na parte alta da cidade, onde não tem rede pluvial e os moradores convivem com enxurradas violentas sempre que chove mais forte. Desta vez uma tragédia abalou a região do Nova Barra.  
O pequeno Mayk, que foi arrastado pela enxurrada, passou pelas ruas Delvita Galvão e Diamantino, onde há uma erosão formada pela enxurrada que a cada ano se agrava mais. 
 
Maik morreu afogado e teve o corpo arrastado por aproximadamente três quilômetros. O volume da enxurrada, segundo os moradores, chegou a dois metros de altura em alguns pontos do bairro. O clima era de desespero dos pais dele, Kenia Patrícia Gomes e Joaquim Nunes da Silva, e do avô, que é pastor e com quem o garoto morava. 
 
A população reclama da prefeitura, a quem acusa de nunca terminar a canalização de águas pluviais no bairro, problema que acabou gerando uma vítima fatal. A obra está sendo realizada próximo à rua Diamantino. As manilhas já estavam no local desde 2009, porém somente agora, em novembro, a prefeitura começou a executar a obra. 
 
O bairro Jardim Nova Barra enfrenta problemas sérios de alagamento nas ruas Delvita Galvão e Diamantino porque recebe toda água que vem dos bairros Bosque da Saudade e São José. 
 
No bairro de Vila Maria, uma senhora teve todos os móveis de sua casa destruídos pela chuva. O fato aconteceu na rua B número 794 na residência de uma dona-de-casa identificada como Solange. Aos prantos, ela reclamou que por causa da omissão da prefeitura teve seus móveis destruídos, a quem acusa de somente se lembrar de arrumar as ruas e construir as canalizações quando começa a chover.
 
“Isso acontece porque eles só lembram de nós quando a chuva começa. Cadê o prefeito e os vereadores desta cidade”, desabafou a moradora, com os móveis estragados, entre eles um sofá e um rack.

Comentários

Data: 15/12/2011

De: kenia patricia gomes guimaraes mae do mayk samuel

Assunto: meu filho era um menino maravilhoso,meigo;carinhoso e feliz de uma alegria contagiante e amado por todos q o conheciam...

meu filho era um menino muito obdiente e comporatado o que aconteceu foi uma desgraça em nossas vidas perde_lo deixou muito vazio nos nossos coraçoes e o que e pior de uma forma tao desastroza, desumana que nos dilacerou pois seria tao facil evitar se tivesem feito as obras na epoca da seca se tivece algum responssavel por tomar conta do local e muito mais a negligencia da prefeitura e responssaveis por essa obra foi tanta q nao havia nem um tipo de sinalizaçao,grade d proteçao,clateras e mais clateras abertasburacos e mais buracos abertos e sem nem uma sinalizaçao ou proteçao, qualquer um poderia ter caido ali adulto ou criança a desgraça poderia ter sido maior pois com meu filho tinham mais crianças,aquilo nem pareçe uma rua e sim uma clatera e o q e pior somos obrigados a passr por la pra irmos pras nossas casas ou a qualquer lugar.meu filho morreu de hemorragia interna aguda,ferida contusacardiaca,instrumento contudente,isso quer dizer q ele nao morreu afogado ele morreu com menos de trez segundos segundo o medico q disse nao haver nem uma gota dagua em seu pulmaozinho quando ele foi arrastado pela enchorrada q deichou o meu filho todo deformado,machucado e inrreconhecivel o corpinho dele ja estava sem vida.e aqueles que perguntao a onde a mae estava nesta hora eu respondo estava trabalhando, meu pai estava trabalhando,meu avo estava em casa,minha mae tinha ido ao hospital e ele ele como ja dissemos era pra estar na escola e entao eu pergunto vc nao faz nada alem de vigiar seu filho 24 horas????vc q gostaria de saber onde a mae dele estava nessa hora vc e mae???seu filho ou filhos nao ficam em nem um momento longe de seus olhos???vc tem a conciencia limpa e o direito de julgar uma mae sem saber dos fatos e nem conhecer a rotina da familha,so tenho a te dizer o seguinte:DEUS ABENÇOE VC PRA QUE A DESGRAÇA QUE CAIU SOBRE MINHA FAMILHA NUNCA ACONTEÇA A VC QUE OS SONHOS DE SEU FILHO NAO SEJA ABORTADOS POR CAUSA DA INRRESPONSSABILIDADE E NEGLIGENCIA DE NINGEM ,COMO FORAO OS DO MEU MAYK Q SONHAZVA SERVIR O ESERCITO E TER DOZE FILHOS SER UM DOUTOR PRA CUIDAR DO AVO e etc....

Novo comentário