13/01/2014 - Partidos se movimentam e Barra do Garças pode ter 10 candidatos à AL

Faltando  dez meses para as eleições, os principais partidos organizados em Barra do Garças já se movimentam com o lançamento das pré-candidaturas que poderão ser confirmadas nas convenções que serão realizadas em junho. PSD, PMDB, PT, PSDB, PSB, Solidariedade, Pros, PDT, PPS e PV estão analisando nomes que serão alçados a condição de candidatos.

 

O PSD do prefeito Beto Farias já fechou questão em torno do suplente de deputado e empresário Leandro Soares, filho do conselheiro aposentado do TCE Alencar Soares, que deve disputar vaga na Assembleia. Enquanto isso, o PT trabalha o nome professor e vereador Odorico Ferreira Cardoso, o Kiko, também para deputado estadual.

 

O PSDB articula a pré-candidatura à Assembléia do vereador Júlio César. Já o PSB apresenta como alternativa o suplente de deputado estadual Cândido Teles, que agora busca se efetivar.

 

 Os recém-criados Solidariedade e Pros   devem lançar à Assembleia o suplente de deputado Adalto de Freitas, o Daltinho,  e o advogado Sandro Saggin, respectivamente.

 

PMDB, PV, PPS e PDT  também estão buscando viabilizar  nomes, porém, ainda não confirmados. Destes, apenas o PV avalia a pré-candidatura a deputado estadual do vereador de segundo mandato Celson Sousa. O PMDB ainda analisa um nome e o PPS aguarda pela posição do suplente de deputado federal Eduardo Moura, que neste ano, deve concorrer à Assembleia. Já o PDT espera pela visita do senador Pedro Taques ao Araguaia para analisar a questão.

 

Avaliações

“O PSDB vai marcar posição nas próximas eleições. O partido tem buscado se reestruturar para dar condições aos nomes com maior visibilidade nas cidades polos. Em Barra do Garças, colocamos o nosso nome à disposição”, disse o vereador e presidente da executiva municipal, vereador Júlio César. “Não vamos ficar de braços cruzados, até porque, hoje o PMDB está no governo e não será um mero coadjuvante”, lembra  o presidente municipal da sigla  Romário Queiróz.

 

O Pros, por sua vez,  vê no advogado e presidente da agremiação, Sandro Saggin, um nome com viabilidade eleitoral. Ele aparece bem situado nas pesquisas de intenções de votos e não descarta a possibilidade. “Hoje, caso o suplente Eduardo Moura e o vereador Kiko não sejam candidatos, eu seria o primeiro nas pesquisas”, analisa o  terceiro na pesquisa Mark/RDNews.

 

Enquanto as legendas avaliam nomes, partidos tradicionais como o PR do ex-prefeito Wanderlei Farias e o DEM, ainda não se manifestaram sobre o lançamento de possíveis pré-candidatos.

 

Francis Amorim

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário