13/01/2015 - Ladrões de carro forte ligados ao PCC são transferidos de Barra para Cuiabá

13/01/2015 - Ladrões de carro forte ligados ao PCC são transferidos de Barra para Cuiabá

Os quatro elementos envolvidos no assalto ao carro-forte em Barra do Garças, dia 05/01, foram transferidos de Barra do Garças para Cuiabá através da Gerência de Operações Especiais (GOE) e da Gerência de Combate ao Crime Organizado (GCCO).

A quadrilha é consdierada de alta periculosidade com ligação ao PCC de São Paulo e os elementos foram presos pela Polícia Militar (PM) da cidde de Aruanã-GO com informações repassadas pela PM e PC de Barra do Garças. 

Os assaltantes transferidos são: Ricardo da Silva Guidio, 39, Jobem Heleno de Souza Júnior, 33, e José Augusto Dias, 38. Todos apresentaram nomes falsos no momento da prisão.

Também foi transferido o criminoso Alexandre Prado de Moraes, conhecido por "Sandrão", que estava com sete mandados de prisão em aberto e tem condenação de 45 anos de prisão no Estado do Rio de Janeiro.

Ele é suspeito de integrar a facção criminosa do 3º Comando do Rio de Janeiro.

Foram mortos em confronto com a polícia, no momento das prisões, outros dois membros da quadrilha. Um deles ainda não foi identificado e o outro é Alessandro Yoshida, conhecido como "Japão", e tido como o chefe do bando.

O grupo utilizava um fuzil ponto 50, capaz de atravessar carros blindados e derrubar aeronaves.

Além do armamento antiaéreo, foram apreendidos três fuzis calibres 556, duas pistolas, uma 45mm e outra 9mm, e munições dos calibres 50, 556 e 45.
Em Cuiabá, os bandidos irão passar por exames de corpo delito, na Coordenadoria de Medicina Legal, e depois serão recolhidos na Penitenciária Central do Estado (PCE), no bairro Pascoal Ramos, na Capital.

Esconderijo e armas pesadas

A Polícia Civil localizou, nesta sexta-feira, uma casa usada como alojamento pela quadrilha. O imóvel foi alugado no dia 17 de dezembro, no bairro Mangabeiras, no centro de Barra do Garças (509 km a Leste de Cuiabá) e o pagamento foi feito à vista.

De acordo com o delegado Wilyney Santana Borges, no local foram encontradas marmitas, colchões, frigobar, uma televisão e lubrificantes de armas e ainda panos sujos com o produto.

Os policiais localizaram também insulfilme utilizado para escurecer os vidros dos carros.

"Antes da ação, no dia do crime, eles abasteceram em um posto de combustível, onde as imagens de segurança flagraram o veículo Doblô", disse o delegado. "Quatro ficaram na casa e próximo ao crime os demais", completou.

Conforme a Polícia Civil, a quadrilha composta por pelo menos oito bandidos tem o envolvimento de duas mulheres, ainda não identificadas.

A quadrilha utilizou cinco veículos na ação criminosa, sendo um Pálio Weekend, um Strada, um Montana, um Citroen Picasso, um Doblô com blindagem artesanal na traseira e com adaptação para fixação do fuzil ponto 50. Os veículos foram apreendidos em Goiás.

"Após a fuga, abandonaram e queimaram o Doblô próximo a Barra do Garças e seguiram fuga em outros veículos", disse Wilyney Santana Borges.

Conforme o delegado, levantamentos das Polícias Civil e Militar de Mato Grosso levaram à identificação da quadrilha.

"Conseguimos levantar que o Pálio Weekend tinha atravessado em alta velocidade e que, possivelmente, estava envolvido no crime e informamos a Polícia Militar e Civil de Araunã, que viram o carro. Eles fizeram vigilância e acompanharam o carro até a casa onde estava os integrantes. Tudo foi em decorrência desse nosso levantamento", disse.

Os bandidos vão responder pelos crimes de tentativa de roubo qualificado, tentativa de homicídio, associação criminosa, crime de explosão, porte ilegal de armas de fogo e munições de uso restrito.

O assalto

O ataque ao carro-forte aconteceu por volta das 9h de segunda-feira (5) na BR-158, entre o Distrito de Indianópolis e o Município de Nova Xavantina (645 km a Nordeste de Cuiabá).

Segundo informações da polícia de Barra do Garças, a quadrilha composta por oito pessoas realizou cerco ao carro-forte, no momento em que o veículo trafegava pela BR, sentido município de Água Boa.

Os bandidos atiraram no veículo e os disparos foram revidados pelos seguranças da empresa que estavam no carro.

Na troca de tiros, os vigilantes que estavam no carro forte correram para a mata. Na sequência, os bandidos utilizaram explosivos para abrir o veículo.

Ainda, de acordo com a polícia, a ação dos bandidos foi frustrada, uma vez que não havia dinheiro no interior do carro forte.

Segundo a polícia local, os integrantes da quadrilha são do Estado de São Paulo, sendo apenas um deles do estado de Goiás.

Participam da operação de caça a quadrilha policiais civis e militares de Barra do Garças e Nova Xavantina, Gerência de Operações Especiais (GOE), Gerência de Combate ao Crime Organizado (GCCO), polícias Civil e Militar do estado de Goiás.

 

Assessoria/PJC-MT

Comentários

Data: 14/01/2015

De: rioaovivo.com

Assunto: ESPIRITISMO

Rádio Espírita : www.radioriodejaneiro.am.br
Rádio Rio de Janeiro AM (Fundação Cristã Espírita Cultural Paulo de Tarso)

Novo comentário