13/02/2015 - Taques escala secretários para ‘abrir caminho’ na Esplanada dos Ministérios; Duarte conquista espaço

Na busca por espaço político e parcerias para investimentos do governo Dilma Rousseff em Mato Grosso, o governador José Pedro Taques (PDT) escalou o vice-governador Carlos Fávaro (PP) e parte do secretariado para fazer uma ‘via sacra’, na Esplanada dos Ministérios, em Brasília. Alguns dos principais secretários de Estado percorreram nos últimos dias pelo menos nove ministérios.
 Na ocupação por espaços na Corte, um dos que conseguiu se articular num curto espaço de tempo foi o secretário Marcelo Duarte, de Infraestrutura e Logística de Mato Grosso. E um dos principais passos foi conquisatar o cargo de vice-presidente regional do Centro-Oeste do Conselho Nacional de Secretários de Transportes (Consetrans), para o biênio 2015-2017, fato raro para quem é ‘cristão novo’ na vida pública.

 
A reportagem do Olhar Direto  apurou que, ao ocupar um dos cargos da diretoria executiva do Consetrans, Marcelo Duarte foi um dos que mais avançou, principalmente porque passará a ter  contado cotidiano com o ministro Antônio Carlos Rodrigues, dos Transportes. Ele e o presidente da Consetrans, secretário Carlos Osório, do Rio de Janeiro, terão interlocução permanente com  Rodrigues.
 
Marcelo Duarte confirmou que irá atuar fazendo uma interlocução junto ao Governo Dilma para viabilizar programas com foco na melhoria da logística do Brasil, com base no interesse comum dos Estados.  Ele adiantou que, em março, irá se reunir com o ministro Antônio Carlos Rodrigues e, no dia 14 de abril, será realizado um workshop para alinhar as estratégias para novos modelos de investimentos em transporte e logística. 
 
“Vamos ter uma política muito forte junto aos ministérios e autarquias, discutindo prioritariamente a melhoria das rodovias e as concessões. Também iremos intensificar os nossos esforços para o programa de ferrovias e hidrovias, bem como buscar viabilizar um programa de aviação regional, de portos e debater a regulação de serviços de transportes”, afirmou Duarte.   

 

 

 

Da Redação - Ronaldo Pacheco

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário