17/03/2012 - Morador de rua sofre ataque e quase morre queimado em Mato Grosso

 

O morador de rua Adelino Soares, 74 anos, foi atacado e quase morreu queimado na madrugada desta quinta-feira (14), em Barra do Garças, no interior do Estado. A sorte é que o morador que estava dormindo e acordou com as chamas e saiu a tempo. Porém o que estava debaixo do barraquinho de lona queimou, inclusive roupas e artesanatos que ele confecciona.

Adelino conta que foi dormir por volta da meia-noite e não percebeu nada de errado. Ele afirma não ter nenhum suspeito. Os bombeiros foram acionados e ajudaram a controlar o incêndio. A polícia que atendeu a ocorrência também não tem pistas de quem pode ser o culpado pelo crime.

O ataque a moradores de rua está virando um triste frequência no país. No mês de fevereiro, dois andarilhos foram queimados por um grupo de jovens em Santa Maria, cidade-satélite de Brasília. Um deles com 26 anos não resistiu e morreu, outro de 42 anos permanece internado.

O primeiro caso de repercussão nacional de ataque a moradores de rua aconteceu em 2008, quando mataram queimado o índio pataxó Galdino Jesus dos Santos. O indígena morreu com 95% do corpo queimado.

Quatro jovens foram presos e confessaram que atearam fogo no indígena pensado que fosse um mendigo e queria espantar como se fosse uma brincadeira. Em Barra do Garças, Adelino é muito conhecido pelo artesanato que faz usando latinhas, cobre e ferro. Ele expõe os trabalhos próximo ao colégio Filinto Muler.

Mesmo espantado com que houve, Adelino disse que vai continuar na rua porque não tem para onde ir e que há muito tempo perdeu o contato com a família.

 

Olhar Direto

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário