13/04/2011 - 07h:45 Pedófilo oferece R$ 20 para fazer programa com menor em VG

Anteontem à noite, policiais militares prenderam em flagrante Alcindo Pedroso dos Santos, de 23 anos, acusado de exploração sexual de vulnerável. Ele é suspeito de assédio sexual contra duas crianças – um menino e uma menina, ambos de 10 anos, oferecendo R$ 20 para um programa sexual. As crianças correram para as mães, que acionaram a PM.

 

O caso ocorreu ontem à noite durante uma festa de aniversário no Jardim Esmeralda, em Várzea Grande. Segundo policiais militares que atenderam a ocorrência, apesar da idade, as crianças não são franzinas, o que poderia aumentar a cobiça dos pedófilos. A primeira a contar para a mãe foi a menina. Em seguida, o menino, que é seu primo, contou para a mãe fornecendo detalhes sobre a proposta.

 

Segundo as crianças, Alcindo ainda deixou o número do celular dele, caso tivessem interesse em fazer o programa sexual. Assustada, a mãe do menino ligou para a PM, que levou o pedófilo até o Cisc do Parque do Lago.

 

A mãe fez questão de frisar que Alcindo não é amigo da família. É parente de uma vizinha e foi convidado para participar do aniversário. Ao delegado plantonista, Alcindo negou que tenha feito proposta alguma para as crianças. Confirmou que estava na festa, mas porque foi convidado pela vizinha. “Não fiz nada disso que elas (as crianças) falaram”, garantiu. O rapaz preso forma o estereótipo do pedófilo que se aproxima da família, ganha a confiança e, a partir daí, começa a abusar sexualmente das crianças. “Uma das principais características é ficar como sendo uma pessoa da família.

 

Blog: Sandra Carvalho