13/04/2011 - 18h:52 Prefeitos do Araguaia pedem: asfalto já! (e nada mais)

Nesta terça-feira, 12 de abril, os prefeitos dos cinco municípios do Vale do Araguaia estiveram reunidos com o governador, Silval Barbosa, para reivindicar algumas promessas de governo. A reunião aconteceu na sede da Associação dos Municípios de Mato Grosso, AMM.

Os prefeitos, Filemon Limoeiro, de São Félix, Aldecides Milhomem, do Alto da Boa Vista, Nenenzão de Serra Nova Dourada, Luiz Gaúcho de Bom Jesus do Araguaia, Quatro Olho de Novo Santo Antonio e Parassú de Luciara entregaram um documento ao Governador onde pediam a liberação de óleo diesel, emulsão alsfáltica, a intervenção do Estado para acelerar o processo de pavimentação das estradas intermunicipais e também a presença das máquinas para trabalhar na recuperação das estradas vicinais.  Outra reivindicação dos prefeitos, é a entrega dos ônibus para a educação. Durante a reunião, foi lembrado que o Araguaia é a única região do Estado em que nenhuma estrada municipal é pavimentada.

O prefeito Filemon Limoeiro, denunciou ao governador a situação da Sinfra. “Quando a gente chega lá, o pessoal diz pra para a obra, como que vou parar, sendo que já tenho toda a brita, tudo preparado para começar”, se indignou o prefeito. Segundo ele, a Sinfra repassa a informação de que não existem recursos para a liberação do óleo diesel.

Já o prefeito de Novo Santo Antônio, Quatro Olho, e o de Serra Nova Dourada, Nenenzão pediram para que o Estado termine de repassar o recurso das construções das praças. “Tive que pagar R$ 7 mil reais para empreiteira, porque os funcionários estavam passando necessidade, nós precisamos desse recurso para terminar, senão vou passar por mentiroso”, revelou Quatro  Olho.

Luiz Gaúcho, de Bom Jesus do Araguaia, clamou pela ajuda do Estado. “Meu município não tem uma gota de água tratada e nem um palmo de asfalto”, bradou.  O prefeito de Alto Boa Vista, Aldecides Milhomem, pediu para que o governo ajudasse nas negociações com a reitoria do IFT. “Nós temos uma escola agrícola prontinha, e queremos criar uma extensão do IFT de Confresa para atender a nossa região”, afirmou o prefeito. O prefeito de Luciara não quis se manifestar perante o governador.

 Silval Barbosa afirmou que vai começar liberar o recurso do óleo diesel, mas não deu uma data certa.  Sobre os ônibus disse que os veículos serão entregues no final de abril e no começo de maio. E disse ainda que o Araguaia é “especial”  e que será priorizado em sua gestão.

Também estiveram presentes na reunião, os deputados estaduais, Baiano Filho (PMDB) e Daltinho (PMDB), que fizeram uma mediação. Além do deputado federal e atual chefe da pasta de Ciência e Tecnologia, Eliene e do presidente da AMM, Meraldo.

Balanço da Reunião

Essa reunião faz parte de uma política da AMM, que quer promover mensalmente encontros entre todos os prefeitos do Estado com o governador. Essa foi a primeira experiência. Todos os prefeitos foram unânimes diante da iniciativa e agradeceram pela oportunidade de conversar com o governador, para eles isso pode representar alguma melhoria.

Os prefeitos do Araguaia só apresentaram questões ligadas à infra-estrutura. Tá certo que realmente, nossa região não apresenta nenhuma infra-estrutura digna para a população. E que asfalto é bom, todo mundo quer andar em estrada boa, mas o desenvolvimento não é apenas um resultado de pavimentações. Nenhum prefeito falou do número de desempregados. Nenhum prefeito lembrou a condição de vida de nossa população, a falta de saneamento básico, com exceção de Luciara, (que começou esse ano) nenhum município apresenta sistema de esgoto. Nenhum lembrou sobre a importância de fortalecer os Pólos das UAB E da UNEMAT, as instituições de ensino superior.  A agricultura familiar, nem foi citada. E assim como cultura, saúde. E o Turismo foi discutido apenas como negócio não como uma política de sustentabilidade.

Esperamos que nas próximas reuniões, os prefeitos possam apresentar questões concretas que realmente ajudem a transformar a dura e doída realidade do Araguaia.

 

Rizza Matos/ O Repórter do Araguaia