13/07/2014 - Polícia Civil prende vereador candidato a deputado por comandar receptação de veículos roubados em Colniza

Um vereador foi preso no município de Colniza (1.065 km a Noroeste de Cuiabá) por integrar uma quadrilha de receptação de veículos de grande porte roubados. O vereador e candidato a deputado estadual, Geison  Gean Rodrigues Vasconcelos(PR), 27 anos, teve mandado de prisão preventiva cumprido na sexta-feira (11.07), por receptação qualificada.

Na operação, que vem ocorrendo desde quarta-feira (09.07), desencadeada pela Polícia Judiciária Civil, também foram presos em flagrante o irmão do vereador, João Fernando Vasconcelos, 25, e os empresários Cristian Manoel da Silva, 37, dono de mercado na cidade, e Aparecido Neres Fonseca, 40, do ramo de madeiras. Os dois empresários e o irmão do vereador foram autuados em flagrante por receptação simples.

De acordo com a investigação presidida pelo delegado, Mário Roberto de Souza Santiago Junior, o vereador comandava o esquema de receptação, adulteração e falsificação de documentos, e chegou a lucrar mais R$ 680 mil, valor dos produtos apreendidos, com a comercialização dos veículos, que eram desmembrados para aumentar o ganho. "A informação que temos  é que o vereador comercializa os veículos roubados. São roubos feitos em diversos municípios e outro estados, cujos veículos eram trazidos para cá, onde, pela região e distância, achavam que ficariam impunes", frisou o delegado.

Na operação foram apreendidos um caminhão Ford Cargo 2422, ano 2007, outro caminhão For Cargo, 2423, ano 2012, roubado em Lucas do Rio Verde. O caminhão estava com o Munck, que foi vendido separado. Também foi apreendido um caminhão Mercedes Benz Atron, 2729, roubado em Cuiabá em fevereiro de 2014, pertencente a uma empresa; um tanque de água vinculado ao caminhão Mercedes; uma motocicleta  de luxo, Yamaha DRAG Star 650, ano 2007.A moto estava em posse do irmão do vereador e pertence a uma pessoa de Chapada dos Guimarães.  

Segundo delegado, a quadrilha roubava veículos, de preferência caminhões, para que as partes fossem vendidas separadas, e depois clonavam placas de veículos semelhantes regulares, além de adulterar os chassis e falsificar os documentos.

Um veículo Prisma 2012 também foi apreendido, mas a Polícia Civil ainda não pode afirmar se era revendido pelo grupo. O comprador, desconfiado que poderia ser produto de roubo, procurou a Delegacia para checagem ao veículo, que constatou queixa de roubo.

O vereador irá responder por receptação qualificada para cada um dos bens apreendidos. Ele continua preso em razão da ordem de prisão e está recolhido em uma cela especial do Destacamento da Polícia Militar de Colniza. O irmão dele pagou fiança de R$ 4 mil e responderá o processo em liberdade. O empresário Cristian Manoel ainda está preso na Cadeia Pública, por não ter recolhido a fiança. O empresário Aparecido Neres pagou fiança de R$ 30 mil e foi posto em liberdade.

Conforme o delegado, deste outubro de 2012 quanto assumiu a Delegacia de Colniza vem intensificando a repressão a roubos, furtos e receptação de veículos na região.

De outubro passado até julho de 2014 foram recuperados 12 veículos roubados ou furtados, além do tanque de água, e diversas motocicletas. A estimativa dos veículos somados chega a mais de R$ 950 mil.

O delegado agradeceu o empenho da equipe policial de Colniza, em especial os  investigadores Anderson, Eder, e o escrivão Sales.

 

 

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário