13/08/2016 - Profissionais da saúde devem fazer curso para aprender idioma xavante

13/08/2016 - Profissionais da saúde devem fazer curso para aprender idioma xavante

Profissionais da saúde do Distrito Sanitário Especial Indígena Xavante (Dsei) de Barra do Garças, a 516 km de Cuiabá, que cuidam dos índios na região, devem participar de um curso para aprender o idioma Xavante. O curso não é gratuito, mas a ideia é que quem já trabalha com os indígenas e os futuros contratados aprendam o dialeto. A iniciativa é do coordenador da unidade Joel Lima Goes. A mensalidade do curso custa R$ 180.
 

Segundo Goes, o objetivo é facilitar a interação entre os índios e os profissionais de saúde que cuidam deles. "É preciso melhorar a comunicação entre os profissionais e deixar menos complicado, por exemplo, os atendimentos com alto grau de complexidade", disse. Atualmente cerca de 200 profissionais fazem o atendimento aos indígenas na região.

Ainda segundo o coordenador da unidade, pelo tempo que passam com os índios, alguns médicos acabam aprendendo o dialeto e conseguem conversar com eles. "Ainda assim é preciso aprimorar  o que eles sabem para garantir um bom atendimento", afirmou Goes. O curso também é aberto ao público.

As aulas serão ofertadas em uma escola de idiomas naquele município e terão seis meses de duração. São ofertada duas turmas com uma aula semanal cada. O material, que contém dicionário e um livro de atividades, custa R$ 100. Já as mensalidades do curso saem por R$ 180.

 

 

 

 

Do G1 MT

Comentários

Data: 14/08/2016

De: João e Maria

Assunto: Idioma indigena

Excelente iniciativa! Senhor Antônio Fernando porque não estender a ideia para o Dsei Araguaia? Imagine, os profissionais falando Karajá, Tapirapé e Avá canoeiro....a população indígena agradece, e os profissionais tbem!

Novo comentário