13/09/2013 - Deputados federais debatem a violência contra a mulher São Félix do Araguaia

No dia 12 de setembro os deputados de Comissão de Seguridade Social e Família da Câmara dos Deputados (CSSF) estiveram na cidade de São Félix do Araguaia – MT. O encontro da comitiva de deputados federais com movimentos sociais, gestores, conselheiros de direitos, pesquisadores e estudantes, aconteceu às 14h no Anfiteatro do Centro Comunitário Tia Irene, onde debateu a violência doméstica no estado. Criou este ano uma Subcomissão Especial, presidida pela deputada Nilda Gondim (PMDB-PB). A Subcomissão Especial para combater a violência contra a mulher já esteve em Teresina (PI), Palmas (TO) e Macapá (AP).

 

O bispo emérito da Prelazia de São Félix do Araguaia, Dom Pedro Casaldáliga, fez questão de estar presente. Adepto da teologia da libertação, Dom Pedro Casaldáliga dotou como lema para sua atividade pastoral a seguinte frase: Nada possuir, nada carregar, nada pedir, nada calar e, sobretudo, nada matar. É poeta, autor de várias obras sobre antropologia, sociologia e ecologia. Dom Pedro já foi alvo de inúmeras ameaças de morte e por cinco vezes, durante a ditadura militar, foi alvo de processos de expulsão do Brasil. Desde o início de dezembro de 2012, Dom Pedro Casaldáliga não vive mais em sua residência de São Félix do Araguaia. Ele foi levado por policiais federais para um local não revelado, a mais de mil quilômetros dali, por causa da intensificação das ameaças de morte feitas a ele por invasores de terras indígenas ao norte de Mato Grosso.

Além da comitiva dos deputados federais Dr. Rosinha (PT-PR), Rosane Ferreira (PV-PR), Dr. Paulo César (PSD-RJ) e Marina Sant’Anna (PT-GO), o debate contou com palestras proferidas pela advogada do Escritório de Direitos Humanos da Prelazia de São Félix do Araguaia, Maria José Souza Moraes; delegado de polícia civil de São Félix – Dr. Waner dos Santos Neves, Exmo. Dr. Pedro Flory Diniz Nogueira - Juiz da 2ª Vara do Foro da Comarca São Félix do Araguaia, Dr. Lizandro Alberto Ledesma - Promotor de Justiça de São Félix, Dr. Rubens Vera Fuzaro - Defensor Público da Comarca de São Félix do Araguaia, vereador e locutor Tavares - Presidente da Câmara de São Félix, vice-prefeita da cidade de Luciara/MT Elizeth, presidente do Comesfa, Jonatas Batista Pereira, José Antonio de Almeida - Prefeito Municipal São Félix do Araguaia – MT, e entre outros convidados especiais.

De janeiro a dezembro de 2012 a Central de Atendimento à Mulher registrou aproximadamente seis mil denúncias do estado do Mato Grosso, estado no qual, em 2010, a taxa de homicídios femininos foi de 5,4 para cada 100 mil mulheres, representando a 11° maior taxa do Brasil.

 

 

Vanessa Lima/O Repórter do Araguaia

 

 

 

Comentário

Data: 16/09/2013

De: Eu

Assunto: TEMA IMPORTANTE

Nossa, estava demorando, a violência contra a mulher está se tornando rotina corriqueira e é um tema muito importante para ser tratado com a população...espero que o projeto isso saia do papel.

Data: 15/09/2013

De: Mulher

Assunto: Deputados


Pega esa truma dde deputado e coloca no mesmo gabinete que DONADOM se emcontra atualmente kkkkkkkk

Novo comentário