13/11/2014 - MEC divulga o gabarito oficial do Enem 2014

Provas foram aplicadas nos dias 8 e 9 em 1.752 municípios brasileiros.

O Ministério da Educação divulgou na manhã desta quarta-feira (12) o gabarito oficial da edição de 2014 do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Confira abaixo:

Segundo o ministro da Educação, as notas do Enem 2014 devem ser divulgadas em janeiro de 2015.

O Enem foi realizado no sábado (8) e domingo (9) e bateu recorde este ano com a participação de mais de 6,2 milhões de candidatos, segundo dados divulgados pelo próprio MEC na noite deste domingo (9). No total, 8,7 milhões de pessoas se inscreveram para a prova, mas o índice de abstenção foi de 28,6%, abaixo da taxa de 29% registrada na edição anterior. O número de pessoas que fizeram as provas foi cerca de 24% mais alto que em 2013, quando 5 milhões de candidatos compareceram ao exame.

Em 2014, pelo menos 1.519 pessoas foram eliminadas durante a aplicação das provas. Desses, 236 foram eliminados por uso de celular, disse o ministro Henrique Paim. As provas foram aplicadas em 1.752 municípios.

Professores elogiaram Enem

As provas do Enem 2014 foram elogiadas por professores de cursos pré-vestibulares ouvidos pelo G1. Em ciências humanas, aplicada no sábado (8), os docentes consideraram a prova bem contextualizada e com textos mais curtos e diretos. A prova de ciências da natureza, principalmente nas questões de química, privilegiou os candidatos que se prepararam para o exame, segundo eles. Alguns temas da cultura "pop" que foram citados nas questões foram o personagem Cebolinha, da Turma da Mônica, criada pelo cartunista Maurício de Sousa, e o Pequeno Príncipe.

No domingo (9), a prova de matemática teve menos cobrança de conteúdo e exigiu mais interpretação dos candidatos. As questões de linguagens mantiveram o "estilo Enem", explicaram os professores: enunciados com textos longos e interdisciplinaridade. Neste ano, muitos autores consagrados da literatura brasileira apareceram nas questões, como Gregório de Matos, Augusto dos Anjos, Machado de Assis, Guimarães Rosa e Manuel Bandeira. Além disso, vários cartunistas tiveram charges inspiradoras de questões, como Will Leite, do Paraná. Uma questão abordou o MMA, modalidade de artes marciais.

A prova de redação teve como tema a "Publicidade infantil em questão no Brasil". Para os professores, o tema refletiu a tendência do Enem de fugir das efeméridas e temas com grande repercussão midiática recente. Também no segundo dia.

Nos dois dias do exame, os candidatos usaram as redes sociais para comentar as provas e bolaram memes e piadas que estiveram entre os assuntos mais comentados.

Veja como usar o seu Enem

 

O exame, maior do tipo no país e um dos maiores do mundo, pode ser usado de diversas formas:

Seleção para universidades (Sisu)

As notas do Enem são usadas para selecionar os candidatos para as vagas em universidades federais e outras instituições de ensino. As universidades podem usar o Enem como único método de seleção, pelo Sistema de Seleção Unificada (Sisu), que terá a primeira edição de 2015 em janeiro, ou fazer uma combinação entre as notas do Enem e seu vestibular próprio. O Sisu já recebeu a adesão da maioria das universidades e institutos federais e, na última edição, ofereceu mais de 170 mil vagas.

Programa Universidade para Todos (Prouni)

Para disputar uma bolsa de estudos do Prouni, que varia de 50% a 100% do curso de uma instituição de ensino superior privada, o candidato precisa ter obtido nota mínima de 400 pontos no Enem, entre outros requisitos. Desde 2004, quando foi criado, o Prouni já ofereceu mais de 1,2 milhão de bolsas de estudo em cursos de graduação e sequenciais de formação específica.

Financiamento estudantil (Fies)

Estudantes que concluíram o ensino médio a partir de 2010 e queriam solicitar o Fies devem ter feito Enem, caso contrário, não poderão solicitar o benefício. Não há nota mínima obrigatória. Estão isentos desta exigência os professores da rede pública de ensino. Pelo Fies é possível financiar os cursos de graduação bem avaliados junto ao MEC. A taxa de juros é de 3,4% ao ano para todos os cursos. Ele pode ser solicitado pelo estudante em qualquer etapa do curso e em qualquer mês. Em agosto deste ano, o governo afirmou haver assinado o milionésimo contrato do Fies.

Ciência sem Fronteiras

O programa de intercâmbio do governo federal prevê oferecer, até 2015, 101 mil bolsas de estudo para intercâmbios no exterior destinado a alunos de graduação e pós. A partir de 2013, o Enem, antes usado de mandeira classificatória no programa, passou a ser obrigatório aos alunos interessados nas bolsas de estudo da graduação-sanduíche. Para participar, é preciso ter feito qualquer edição do Enem a partir de 2009 e conseguido a média mínima de 600 pontos. Os candidatos também são avaliados de acordo com seu aproveitamento acadêmico na universidade.

Sisutec

O Sistema de Seleção Unificada da Educação Profissional e Tecnológica (Sisutec) é o sistema informatizado, gerenciado pelo Ministério da Educação (MEC), no qual instituições públicas e privadas de ensino superior e de educação profissional e tecnológica oferecem vagas gratuitas em cursos técnicos na forma subsequente para candidatos participantes do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).

Certificação do ensino médio

Quem tem no mínimo 18 anos e não concluiu o ensino médio pode conseguir a certificação por meio do Enem. A pontuação mínima é 450 pontos em cada uma das áreas de conhecimento e 500 pontos na redação. Desde 2009, quando o Enem ganhou a função de conferir o certificado, o número de candidatos que solicitaram a certificação do ensino médio triplicou: foi de 197.991 naquele ano para 997.131 em 2014.

 

Clique aqui para acessar o gabarito.

 

 

G1

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário