13/11/2014 - Prefeito instaura sindicância a fim de apurar venda ilegal de lotes em Barra

O prefeito de Barra do Garças Beto Farias (PSD) determina, por meio do decreto 3.606/2014, a abertura de sindicância para uma rigorosa apuração de transações que envolvem a imobiliária E.L. Esteves, alvo de investigação do Ministério Público Estadual, por suposta venda de lotes irregulares. A medida foi baixada nesta terça (11) e abrange todos os órgãos do município, como secretarias, autarquias e setores diretos e indiretos.

 

O decreto cria a Comissão de Sindicância que terá o prazo de 20 dias para realizar uma “devassa” nos órgãos públicos e colher documentos que serão encaminhados ao MPE para fundamentar as denúncias, que já haviam sido feitas pela secretaria municipal de Finanças em 15 de julho deste ano, quando encaminhou pedido de apuração de venda ilegal de lotes ao promotor de Justiça Marcos Brant Gambier Costa, envolvendo a imobiliária.

 

Segundo o prefeito, é preciso apurar os fatos e, se for o caso, responsabilizar possíveis envolvidos. “Buscamos desde o primeiro dia de governo resolver a regularização fundiária, tanto que foram entregues mais de 700 títulos de propriedades aos moradores de 15 bairros em Barra do Garças. Desde janeiro avançamos muito, mas sempre agindo dentro da legalidade.Se alguém errou, será punido”. 

 

O social-democrata ressalta ainda que a venda irregular de lotes é um problema que ocorre há vários anos no município, mas que em sua gestão busca uma solução com medidas para por fim à especulação. “Infelizmente, é uma prática que vem acontecendo há muito tempo, mas ninguém se dispôs a tentar resolver. Somos os mais interessados na apuração dos fatos, pois muitas pessoas acabam tendo prejuízo com essa situação”, conclui. (Com Assessoria).

 

 

 
De Barra do Garça

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário