13/11/2017 - Avião que saiu de MT cai na cidade de Goiás, e passageiros sobrevivem; dois são americanos

13/11/2017 - Avião que saiu de MT cai na cidade de Goiás, e passageiros sobrevivem; dois são americanos
Um avião caiu na tarde desta sexta-feira (10) na cidade de Goiás, localizada na região central do estado. Segundo o Corpo de Bombeiros, quatro homens estavam na aeronave e sobreviveram.
 
A Força Aérea Brasileira (FAB) informou que o avião saiu de Lucas do Rio Verde, no Mato Grosso, em direção a Anápolis, em Goiás. Porém, caiu antes de chegar ao destino, por volta das 14h30. De acordo com os bombeiros, a queda aconteceu a cerca de 2 quilômetros do aeroporto da cidade de Goiás.
 
Logo após os ocupantes saírem do avião, ele pegou fogo. A equipe do Corpo de Bombeiros que foi ao local já controlou as chamas.
 
A assessoria de imprensa do Corpo de Bombeiros explicou ainda que o piloto e os passageiros estavam conscientes. Apesar de não terem sofrido ferimentos graves aparentes, os ocupantes foram levados pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) para um hospital da cidade para verificação.
 
Os ocupantes foram identicados sendo o piloto Moacir Baia Lacerda, de 49 anos, e o ocupante Alexandre Silva de Moraes. Outros dois seriam estrangeiros, e foram identificados como: David J.Vandergrid, James Allen Cable, de 55 anos.
 
Aeronave com registro nos EUA
 
O Corpo de Bombeiros informou que a aeronave é do modelo Kodiak 100. A FAB explicou que a matrícula do avião é norte-americana: N154KQ. Apesar de ser registrada no exterior, a aeronave tinha autorização de voo e sobrevoo no Brasil até o dia 16 de novembro, segundo informações da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac).
 
De acordo com a FAB, o avião seguia o plano de voo previsto. Uma equipe do órgão vai se deslocar até a cidade de Goiás para apurar as causas do acidente.
 
No site da Federal Aviation Administration (FAA), entidade que regula a aviação nos Estados Unidos, consta que o avião tem registro válido até agosto de 2019.
 
 
 
 
 
Redação Agua BoaNews com Paula Resende, G1 GO

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário