13/12/2011 - Índios aproveitam colisão e saqueiam carga; motorista sai ferido

 

Índios xavantes da reserva Sangradouro de Primavera do Leste, a 284 km de Cuiabá, saquearam a carga de uma carreta câmera-fria sábado (10) no km 208. Foram três carretas envolvidas no acidente. A primeira carreta ficou atravessada na pista com as rodas de trás travadas. A segunda carreta com soja bateu na traseira de outra carreta câmara-fria que saiu da pista.
 
O motorista ficou ferido no rosto. Porém o fato inusitado que chamou atenção foi à aglomeração de índios, logo após a colisão. Os indigenas começaram a saquear a carreta câmara-fria carregada com carne bovina. Primeiro eles abriram a porta de trás da carreta e tiraram as caixas de carne bovina. O caminhoneiro ferido foi encaminhado ao Pronto Socorro de Primavera do Leste. Em questão de minutos, mais de cinquenta índios participaram do saque. 
 
O trânsito ficou congestionado por algumas horas e várias pessoas presenciaram o saque da carga. Um cinegrafista amador chegou a filmar os índios pegando as caixas de carne, mas foi recriminado pelos índios que o ameaçou. Ele teve que se afastar e continou registrando o fato. Um dos indígenas chegou a dizer que a carne iria perder e para evitar esse desperdício seria levada para aldeia. 
 
A polícia chegou para registrar o acidente na rodovia, mas quando viu o tumulto dos índios, os policiais preferiram ficar a distância. Um motorista alertou que alguns índios estão pegando mercadoria de carretas tombadas para vender no comércio em Primavera e pediu que o caso fosse acompanhado pelas autoridades. 
 
De Barra do Garças - Ronaldo Couto

Comentários

Data: 14/12/2011

De: julio

Assunto: saqueamento carreta lndios

esses lndios so respeita a policia federal msm ...

Data: 13/12/2011

De: Elioman Chaves

Assunto: Saqueamento Carreta Indios

A que ponto chegou a atitude dos indios, esta atitude deve-se ao fato de estarem necessitados, pois a Funai não dar mais as condições para a sua sustentabilidade, tirou a assistencia das aldeias, não fiscaliza Terras indigenas e nem dar acompanhamento aos projetos sustent´paveis. Isso é so o começo, população preparem para o pior. Essa dificuldade está no Brasil inteiro. Cadê os piliticos.

Novo comentário