14/01/2012 - Crianças mortas por pai suicida são sepultadas em clima de comoção e revolta

 

Os corpos de  Mírian Síntia Rodrigues da Silva, 10 anos, Alex Rodrigues da Silva, 11 anos e Vanderlei Rodrigues da Silva Filho, 12 anos, foram sepultados no final da manhã desta sexta-feira (13/01) em Caiapônia, cidade em que a mãe das crianças Carmeci Lúcia residia após se separar do pai que matou os filhos e depois cometeu suicídio.
 

Segundo pessoas que participaram do velório o pai de Vanderlei e avô das crianças, que está com 80 anos de idade é que apresentava maior desespero e sofrimento. A polícia está ouvindo parentes, amigos e o patrão de Vanderlei, que afirmou trabalhar com ele a sete anos, e que nunca deu nenhum tipo de problema, ainda de acordo com o dono da fazenda em que Vanderlei era caseiro, ele era uma pessoa calma e que até então não tinha nenhum tipo de problema. Outras pessoas porém fizeram afirmações diferentes, familiares da mãe que residem em Caiapônia afirmaram que ele era violento, principalmente na forma de educar as crianças.

O crime ocorreu por volta do meio dia de quinta-feira (12/01), em uma estrada vicinal próximo de um córrego, Vanderlei parou o carro no meio da estrada e começou a atirar nos filhos no banco de trás. O mais velho ainda tentou sair do carro, mas foi atingido quando abria a porta. após matar os filhos, o pai saiu do carro e disparou contra a própria cabeça caindo próximo da roda do veículo.

Antes de matar os filhos e cometer o suicídio, Vanderlei foi com as crianças até a caso do irmão em outra localidade próxima e como encontrou apenas a cunhada, pediu para os filhos descerem do carro e e que pedissem a bênção da tia antes de serem mortos. A tia aos prantos despediu das crianças e saiu correndo para o pasto pra chamar o esposo. Quando ele retornou e foi atrás do irmão e dos sobrinhos, encontrou todos mortos  perto do córrego Tapera.

O crime aconteceu no município de Diorama na divisa com a o município de Arenópolis onde a família morava. O prefeito de Diorama decretou luto oficial por três dias.

 

fonte: iporanews (Pedro Cláudio)

Comentários

Data: 06/01/2015

De: maria aparesidar

Assunto: cada vez mais violencia

A justica dever ser feita

Data: 14/01/2012

De: Sonia Ap. A. Silva

Assunto: Tragédia "anunciada"????????

As pessoas estão vada vez mais sem referências de humanização. O desafio hoje é procurar onde se apoiar nos momentos dificeis, criar meios para dissipar a raiva, a mágoa, a perda. Sem referências qualquer individuo descontrola-se diante das mais simples situaçoes. A sociedade globalizada não proporciona meios para entendermos a dinamica de vida mais humanitária. Não sobra tempo pra nada, dizem alguns.Cabe aqui uma reflexão, até quando vamos ficar esperando alguém criar tempo para procurarmos alimento para o espírito que se fragiliza a cada acontecimento? Vou ter que anunciar a tragédia que vou realizar???

Novo comentário