14/01/2012 - Polícia apreende mais 4 kg de pasta base em bateria de carro

A Delegacia Especializada de Repressão a Entorpecentes (DRE) fez a apreensão de mais quatro quilos de pasta base de cocaína em um veículo Montana apreendido na manhã desta sexta-feira (13), durante a Operação ‘Artega’, deflagrada para desarticular uma quadrilha que traficava drogas em Mato Grosso, Rondônia e Minas Gerais.
 
De acordo com a delegada Alana Cardoso, a droga possivelmente seguiria para Minas Gerais ainda hoje, caso a operação não fosse deflagrada. Ao todo nove pessoas que participavam do esquema de distribuição da entorpecente foram presas pela Polícia Civil, sendo um em Vilhena (RO).
 
No decorrer das investigações foi descoberto que a especialização da quadrilha era o transporte de drogas dentro de baterias de veículos. “Eles traziam a droga de forma segura. Adaptavam a bateria de veículos para comportar até 8 quilos, dependendo do tamanho, e ainda funcionar. Quando o carro era barrado na fiscalização, a droga não era encontrada, por ser um local pouco provável”, explicou a delegada.
 
Na operação foram presos: Roberto Carlos Bearis, 43, em Vilhena (RO); o casal Josinaldo Pinheiro de Lima, 46, o “Jorge”, e Roselei Aparecida Lima, 38, ambos em Várzea Grande; Altino de França Domingues, 52, o “Careca”, em Cuiabá; Adriano Constantino do Prado, 31, o “Didi”, em Cuiabá; Inácio José da Silva Liebana, 39, preso em Pontes e Lacerda; Jamir Mendes Araújo, preso em Vila Bela da Santíssima Trindade; Wagner Lopes da Silva, dado cumprimento do mandado na Penitenciária Central do Estado; Valdemir de Almeida da Silva, também já preso na Penitenciária. 
 
As investigações estavam em andamento desde dezembro de 2010. O veículo apreendidos na operação onde foram encontrados os quatro quilos de droga, foi localizado no bairro Parque do Lago, em Várzea Grande. O carro foi apreendido em poder de Josinaldo, que o levaria para Minas. 
 
Ainda na casa do preso Josinaldo, os policiais apreenderam documentos que comprovam que ele usava nome falso de “Josivaldo” e munições calibre 22. Além do tráfico de drogas, o acusado vai responder por falsidade ideológica e falsificação de documento público. 
 
Com informações da operação da DRE, a Polícia Militar também apreendeu 10 quilos de pasta-base e a Polícia Rodoviária Federal, 8 quilos, dentro de uma cadeirinha de criança. Um dos fornecedores da droga tinha propriedade rural na fronteira. A adulteração das baterias era feita por Inácio José da Silva Libana. 
 
A delegada informou ainda que os traficantes mantinham atividades lícitas para ocultar o tráfico de drogas. Dois deles, Josinaldo Pinheiro de Lima e Altino de França, trabalhavam na comercialização de carros na Pedra, região do Porto, em Cuiabá. “Os mesmos carros que compravam e vendiam eram usados para transportar drogas”, frisou. Com informações da assessoria PJC/MT.
 
 
Da Redação - Julia Munhoz/ Foto: Julia Munhoz/OD

Comentários

Data: 15/01/2012

De: Onoroso Peregrino

Assunto: Prisão perpétua neles

Todos os órgãos de imprensa, deveriam empreender uma campanha para que traficantes de pasta base/crack tivessem prisão perpétua, visto o grande mal que esses bandidos causam à sociedade. Hoje a maioria absoluta dos crimes de furtos, roubos e latorcinios estão relacionado ao tráfico e uso de pasta base, além do mais esses marginais jamais se recuperam. Continuam traficando e comandando o trádfico de dentro dos presidios e quando seam estão mais fortes ainda.

Novo comentário