14/02/2013 - Deficiente físico é preso comercializando entorpecentes na própria residência

 

Polícia Militar fechou uma 'boca de fumo' que era comandada por um deficiente físico, em Várzea Grande. A ação ocorreu na terça-feira (12) e resultou na prisão de Alex de Paula Albuquerque de 30 anos, por tráfico de entorpecentes. A comercialização das drogas era feita na própria casa do suspeito. Nela foram apreendidos cerca de um quilo de maconha e algumas porções de cocaína.

A prisão só foi possível depois de a polícia militar ter apreendido um menor com 14 anos que estava 15 trouxinhas de cocaína. Ele foi abordado pelos policiais ruas da Cohab 8 de Março em Várzea Grande. O adolescente contou aos PMs onde era comercializando entorpecente e que conseguia a droga em outra “boca” próxima.

Ao chegar ao local indicado pelo rapaz, a PM encontrou um segundo jovem que ao perceber a presença da polícia tentou se jogar duas trouxas de cocaína em um matagal. Dessa forma, os policias entraram na residência e impediram que o proprietário da residência fugisse do local. 

Na busca, foram encontradas sobre a cama do suspeito tablete de maconha e duas carreiras de cocaína já preparadas para o embalo. Ao lado do entorpecente havia um bebê de apenas 3 meses, neta do suspeito. A mãe da criança não foi encontrada. 

Uma balança de precisão, celulares, relógios e R$ 123 em cédulas trocadas também foram encontradas. Alex disse aos policias que há 19 anos é deficiente físico em decorrência de um acidente de moto e que há dois anos é traficante. Ele foi encaminhado à Central de Flagrantes onde os demais procedimentos serão feitos pela Polícia Judiciária civil.

 

Da Redação - Priscilla Silva

 

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário