15/03/2012 - MT recebe mais de R$ 80 milhões do PAC II para obras de saneamento

A vida de 69 famílias do município de Rio Branco está prestes a mudar. Isso porque a 365 km daquele município, na tarde desta quarta-feira (14), o governador Silva Barbosa (PMDB) assinou no Palácio Paiaguás um convênio da ordem de R$ 88.723.183,20 com 35 municípios para a realização de obras da segunda fase do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC – 2), que investirá em saneamento básico e esgotamento.

O município de Rio Branco terá direito a um naco de R$ 500 mil dos mais de R$ 80 milhões liberados nesta tarde. De acordo com a prefeita do município, Neuza Maria, a verba será suficiente para construir banheiros em 69 casas da população carente da cidade. Os recursos serão aplicados de acordo com a necessidade de cada município.

“Água é saúde”, resumiu o governador Silval Barbosa (PMDB) durante a assinatura do convênio. “Temos uma meta ousada de cumprir o plano nacional de saneamento até 2014”, informou Barbosa. O governador ainda destacou o empenho do secretário de Cidades, Nico Baracat, responsável pela realização dos projetos que viabilizaram a liberação da verba do PAC. 

O diretor da Fundação Nacional de Saúde (Funasa), Henrique Pires, afirmou que os recursos do PAC são de crucial importância, principalmente para os menores municípios, que tem pouca fonte de recursos. “Seria impossível municípios pequenos conseguirem fazer obras de saneamento e esgotamento como essas com recursos próprios”, afirmou, “a menos que sejam aquele municípios que tem muitas indústrias e arrecadam bastante impostos”, concluiu. 

De acordo com o deputado Valtenir Pereira (PSB), estava previsto, em um primeiro momento, a liberação de R$ 40 ou R$ 50 milhões, mas como os projetos foram bem executados, Mato Grosso conseguiu viabilizar a vinda de mais de R$ 80 milhões. 

Dos R$ 88.723.183,20 investidos, R$ 36.082.831,88 serão destinados a capitação e ampliação do sistema de abastecimento de água de Alto Taquari, Barra do Bugres, Conquista D’Oeste, Denise, Figueirópolis D’Oeste, Gaúcha do Norte, Indiavaí, Itiquira, Mirassol D’Oeste, Nova Marilândia, Novo Horizonte do Norte, Planalto da Serra e União do Sul.

Os outros R$ 47.140.351,32 serão aplicados na implantação de sistemas de coleta e tratamento de esgoto em Alto Araguaia, Aripuanã, Castanheira, Comodoro, Confresa, Guiratinga, Jauru, Juína, Lucas do Rio Verde, Nova Guarita, Tapurah.

Em mais 11 municípios haverá o aporte de R$ 5.500.000,00 para a realização de melhorias sanitárias domiciliares, que consiste na construção de banheiros, com rede de água e esgotamento sanitário. A pequena Rio Branco é uma delas. “Isso vai ser muito importante para melhorar a qualidade de vida da população carente”, comemora a prefeita Neuza Maria. 

A escolha dos municípios foi realizada pela Funasa, que contemplou aqueles que já tinham projetos prontos ou em fase de conclusão. A fiscalização das obras ficará a cargo da Fundação em parceria com o Governo do Estado.

 

Da Redação - Lucas Bólico