14/04/2014 - DENÚNCIA - Fazenda Santa Eulália do grupo Camargo Soares explora trabalhdores rurais

Um casal de trabalhadores da fazenda santa Eulália, pertencente ao grupo Camargo Soares, está em Nova Xavantina buscando ajuda com o fim de por fim a exploração de trabalhadores na citada fazenda. José Nivaldo da Silva e sua mulher Sineir Alves dos Santos procuraram a reportagem do site InteressanteNews e narraram a forma como a fazenda explora os trabalhadores.

 

Segundo Nivaldo, que trabalha na extração do látex extraídos das seringueiras, a fazenda obriga os trabalhadores a prestarem serviços até mesmo quando estão doentes, de domingo a domingo, e, quando os mesmos são obrigados a se ausentarem para passarem por tratamento de saúde a fazenda desconta os dias, mesmo com a apresentação de atestado médico.

 

A exploração está também na falta de veículos para transportar os trabalhadores em caso de doença, ou até mesmo em caso de compras na cidade, além de impor aos trabalhadores uma jornada de 10 a 11 horas por dia, sem folga nenhuma. Segundo a esposa de Nivaldo, o trabalhador não tem direito a folga nem mesmo aos domingos, e, caso não prestem o serviço os dias são descontados.

 

A fazenda não fornece equipamentos de segurança e não aplica inseticidas para combater a proliferação de moscas e mosquitos. "Nessa época de chuva, os copos de coleta do látex enchem de água, proporcionando a criação de larvas". disse Nivaldo. Vários trabalhadores estão doentes, com ausência de apetite, dor no corpo e febre, e, mesmo assim, a fazenda não permite que procurem tratamento médico-hospitalar.

 

"Toda vez que um trabalhador adoece e procura ajuda médica, quando retorna ao trabalho é mandado embora". Afirmou Nivaldo.

 

Segundo a esposa de Nivaldo, dona Sineir, tem uma adolescente de 14 anos que bate venene nas plantações, sem a utilização de nenhum equipamento de segurança, o que acontece, também, com ao adultos.

 

"Estou aqui em Xavantina para tratamento de saúde e sei que quando retornar para a fazenda serei mandado embora e tenho medo de ser agredido e maltratado pelo gerente da fazenda porque fiz essa denuncia". Desabafou demonstrando medo o trabalhador Nivaldo.

 

A fazenda Santa Eulália fica no município de Araguaiana, as margens do Rio Pimdaíba, a 114km de Nova Xavantina,

 

 

 

InteressanteNews

Comentários

Data: 15/04/2014

De: revoltado

Assunto: cuidado

Tem q ter muito cuidado, a cabei de ler uma reportagem d confresa on foi feito uma denuncia e so depois da morte dos dois cazeiros a policia prendeu os acusados, cuidado depois de morto a prizão não devolve a vida de niguem.

Data: 15/04/2014

De: anonimas

Assunto: segurança

Bom dia ,venho aqui resalta que esta pessoa que divulgou esta materia esta pondo em risco esse umilde casal divulgando nome e imagem
gostaria de deixar uma dica se quer ajudar denucie ao ministerio do trabalho ,nao divulque nome no jornal dessa forma ,so vai almentar mais o sofrimento desse casal.

Novo comentário