14/05/2015 - Gaúcha do Norte recebe estradeiro regional

14/05/2015 - Gaúcha do Norte recebe estradeiro regional

Nos dias 07 e 08 de maio, uma caravana com representantes da classe produtora dos municípios de Gaúcha do Norte e Paranatinga participaram do estradeiro regional e percorreram pouco mais de 620 quilômetros de estradas não pavimentadas.

A expedição foi organizada pelo Sindicato Rural de Paranatinga com o objetivo de verificar as condições das rodovias estaduais MT-130 e MT-020 e assim buscar apoio do governo do estado para a recuperação das mesmas.

O estradeiro saiu de Paranatinga pela MT-130 chegando em Santiago do Norte, com parada para almoço e bate papo na fazenda Jatobá, passando em seguida, pela comunidade Salto da Alegria e chegando em Gaúcha do Norte na noite do dia 07. Na manhã do dia seguinte, o movimento seguiu com destino a Paranatinga pelas Mt’s 129 e 020 com encerramento na fazenda Vanessa em território paranatinguense.

Os núcleos da Associação dos Produtores de Soja e Milho de Mato Grosso (Aprosoja) foram  parceiros do estradeiro. “Os estradeiros municipais se tornaram uma grande ferramenta para identificar os problemas que temos em diferentes as regiões do Estado”, diz Ricardo Tomczyk, presidente da associação que se fez presente no estradeiro.

A formação de associações foi uma alternativa apontada pelo presidente da Aprosoja, sendo bastante debatida nos momentos de parada do movimento.

O movimento também contou com a participação de representantes dos sindicatos rurais de ambos os municípios, assim como autoridades locais. “As rodovias percorridas são importantes vias para o escoamento da safra, prejudicando o transporte em período chuvoso”, disse o prefeito de Gaúcha do Norte, Nilson Francisco Aléssio.

Tomczyk ressalta que é preciso a união de forças para que sejam levantados os problemas e cobradas providências. “Conhecemos as dificuldades, mas com ações proativas, envolvendo comunidade local e os prefeitos – que agora contam com as verbas do Fethab –, faremos a promoção destes encontros para que as ações efetivas sejam realizadas rapidamente”, afirma o presidente da Aprosoja.

 

 

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário