14/07/2015 - TCE apura farra de pensão em VG; vereador fez pagamentos ao pai

O Tribunal de Contas do Estado (TCE) instaurou uma tomada de contas especial, o que na prática significa uma auditoria a ser conduzida pela equipe técnica, para apurar a decisão administrativa do ex-presidente da Câmara Municipal de Várzea Grande, vereador Waldir Bento (PMDB), em autorizar o pagamento de pensões a ex-servidores do Legislativo e ex-vereadores que nunca contribuíram com a previdência social. São as denominadas “pensões de mercê” que são benefícios concedidos a pessoas que precisam de apoio financeiro.

 

De acordo com a auditoria instaurada pelo TCE, o vereador Waldir Bento autorizou os pagamentos e não remeteu a documentação para a secretaria de Controle Externo  de atos de Pessoal para que fosse levado em consideração no julgamento de suas contas de gestão. Na relação dos beneficiados com “pensões de mercê”, estão ex-servidores e ex-vereadores como Sebastião José Fio da Costa, que é pai do vereador Waldir Bento, Ismael Alves e Manoel Gonçalo “Micoco”. 

 

O TCE aguarda o envio dos documentos dos atos de aposentadorias e pensões concedidas a Adelmira Pousa Garcia; Antônia Leonia de Carvalho; Helieide Sardinha Coelho; RafaellyThiany Maurício; Tatiana Maurício Neves; Renan Gabriel de Souza; Percília Pedrosa de Souza; João Simão de Arruda; Getúlio Honório de Moraes, Davina Nato Corrêa, Júlio Rodrigues da Silva, Hilda Maria da Silva, Sra. Maria Josefa de Campos,Geraldo Pereira e Loide Ramos Pereira. No julgamento das contas de 2009, 115 pessoas recebiam pensões à mercê dos cofres públicos de Várzea Grande, quantidade considerada abusiva pelo órgão fiscalizador.

 

 

 
Da redação

 

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário