14/08/2013 -ARAGARÇAS/GO - Ônibus escolar pega fogo e mata uma criança.

O prefeito de Aragarças (GO), Aurélio Mendes, decretou hoje (14) luto oficial no município por três dias em função da tragédia com um ônibus escolar que resultou na morte de uma criança de seis anos, Gabriel Estevão Satel, cujo cadáver se encontra no local do acidente a espera da perícia de Iporá (GO) que deve chegar à cidade por volta das 16 horas. As outras sete crianças feridas foram socorridas no Hospital Regional ‘Getúlio Vargas’ e “não correm risco de morrer”, segundo disse à reportagem do Semana7, o secretário de Saúde, Alex Leão.

Aurélio Mendes chegou minutos depois ao local da tragédia, acompanhado de seu secretariado para socorrer e prestar solidariedade às vítimas do incêndio, que somente a perícia que já foi acionada poderá explicar o motivo. O prefeito ligou para o governador Marconi Perillo que, segundo disse, lamentou a tragédia e colocou aviões à disposição da comunidade de Aragarças para socorrer as pequenas vítimas que se encontram em observação no ‘Getúlio Vargas’, duas delas respirando por aparelhos.  

O acidente ocorreu ao meio-dia e meia na Avenida Francisco Milhomem no Setor Administrativo, próximo ao Ginásio de Esportes de Aragarças. O ônibus se preparava para seguir para os assentamentos São Pedro e Córrego da Mula, a cerca de 20 quilômetros. Em Aragarças as crianças estudam na Escola Municipal ‘Sebastião Granja’ e fazem em dias letivos este percurso.

A pequena vítima que se encontra entre o que restou do ônibus ficou entalada debaixo de um banco onde se deduz que tenha se refugiado para se esconder das labaredas que consumiu em minutos o carro para desespero de cerca de 500 pessoas que acorreram ao local, mas que nada puderam fazer para salvar o menino Gabriel, caçula de suas duas irmãs que também se encontravam no carro.

O secretário de Saúde, visivelmente emocionando, disse que a comunidade aragarcense “está consternada com essa tragédia inesperada, porque aqui a gente conhece todo mundo e por isso a dor é maior”.

Sua colega, a secretária de Educação, Mônica Maracaíbes esteve no local, para depois seguir para o Hospital Getúlio Vargas onde ao lado do prefeito Aurélio Mendes recebiam emocionados pais e familiares das pequenas vítimas.

O secretário de Turismo, Hoberdan Gomes, lamentou o incidente e disse da tristeza de saber que a pequena vítima “não vai retornar com vida à casa de seus pais”.

Além Gabriel Estevão Satel estavam no carro seus duas irmãs da vítima Poliana, e Eliane Estevão e mais cinco crianças. O jovem Célio Donizete, que viajaria de carona, segundo informações, ajudou o motorista Oclécio José Severino a salvar as crianças do ônibus. Consta da ocorrência policial que as crianças que foram internadas inalaram muita fumaça.

 

WANDERLEY WASCONCELOS