14/08/2015 - Empresário é preso por comprar animais roubados em MT

O proprietário de um abatedouro foi preso pela Polícia Judiciária Civil, na tarde de quarta-feira (12.08), em continuidade da operação “Rei do Gado”, desencadeada no município de Confresa (1.160 km a Nordeste), para apurar furtos de gado que ocorriam na região.

 

O acusado, José Eduardo Pinto Teixeira, foi autuado em flagrante por receptação qualificada. Em seu estabelecimento comercial foram apreendidos 18 couros de gado furtado.

 

O empresário foi preso após a prisão dos suspeitos Ubiratan Ribeiro de Freitas e Everaldo dos Santos Vieira, ocorrida no dia 02 de agosto deste ano. Na ocasião, policiais militares apreenderam os suspeitos com um caminhão Mercedes Bens 1513, transportando 12 cabeças de gado.

 

Os animais seriam levados para o sítio de Ubiratan, que acabou indiciado juntamente com Everaldo pelo crime de furto qualificado de gado.

 

Em diligências, a Polícia Civil identificou um abatedouro suspeito de estar adquirindo gado proveniente de furto ocorrido em propriedades rurais da região. Diante dos indícios, os policiais civis realizaram monitoramento do estabelecimento comercial “Abatedouro Confresa”.

 

Durante abordagem no local, realizada com apoio de servidores da Prefeitura e um funcionário do matadouro, foram localizados 18 couros de boi com as marcas pertencentes às vítimas dos furtos gado, os quais foram abatidos sem apresentação de documentação exigida legalmente.

 

Com o flagrante, o dono do abatedouro José Eduardo foi conduzido à Delegacia de Polícia de Confresa e preso por receptação qualificada de gado.

 

Conforme o delegado de polícia, André Rigonato, a Perícia Oficial e Identificação Técnica foi acionada e confirmou que as marcas encontradas nos couros pertencem às vítimas.

 

“O êxito da operação realizada pelos investigadores de Confresa, contou com apoio do núcleo de inteligência da Delegacia Regional, dos peritos da Politec, e dos funcionários da Prefeitura de Confresa, que não mediram esforços na colaboração do trabalho policial”, destacou o delegado André.

 

 

Da Redação

 

Comentários

Data: 14/08/2015

De: kk

Assunto: kiki

A casa caiu...

Vai andar de taxi prata agora, com direito a pulseira de prata.

Novo comentário