14/09/2015 - Mais de 100 pessoas são presas em operação no interior

14/09/2015 - Mais de 100 pessoas são presas em operação no interior

A operação conjunta das forças de Segurança Pública, denominada Interior Seguro, prendeu, no último final de semana, mais de 100 pessoas em Sinop (500 km ao Norte).

No total foram 1.225 abordagens à pessoa, apreensão de 45 kg de entorpecentes, 276 motos, 25 veículos (entre carros e semireboques, além de lancha e jet skis), 90 flagrantes lavrados, mais de 100 pessoas presas, e 17 bares fechados.

A operação contou com 60 viaturas, 120 policiais (68 civis e 52 militares) além de aeronave do Centro Integrado de Operações Aérea (CIOPaer) e parcerias com a Secretaria de Estado de Fazenda (Sefaz), Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec), Poder Judiciário, Ministério Público, e Polícia Rodoviária Federal (PRF). A iniciativa deve ser repetida em breve em outras regiões do Estado.

De acordo com a Sesp, a operação é uma resposta firme aos desafios da segurança do município de Sinop, onde recentemente alguns episódios causaram comoção social e revolta, como os latrocínios do empresário Paulo Terão e do tenente-coronel Helton Vagner Martins, bem como os disparados à sede do Ministério Público da cidade.

Atuando “silenciosamente” há cerca de um mês, a Polícia Judiciária Civil acionou seu setor de inteligência e realizou diversos levantamentos que culminaram com a ação operacional desenvolvida ao longo da última semana.

O trabalho se mostrou extremamente exitoso, conforme avalia o diretor de interior da Polícia Civil e coordenador da operação, delegado Wilson Leite. 


“A sociedade entendeu nosso trabalho, percebeu uma sensação de segurança maior e nos auxiliou por meio de denúncias junto aos telefones 190 e 197. A Polícia de Mato Grosso está se aproximando da comunidade, se descentralizando e todos saem ganhando com isso. Ações como estas vão se repetir, contem conosco”, disse.

O secretário-adjunto de Ações Integradas da Sesp, coronel PM Joelson Sampaio, acompanhou de perto todos os trabalhos e destacou a relevância deste momento crucial no embate à criminalidade. 

“Este é um momento de coroação de um trabalho de inteligência que uniu a parte operacional, em uma gestão inteligente e moderna. Nesta operação, o Estado apresentou todo seu aparato policial para incomodar as forças do mal. O intuito é fazer com que os criminosos não se sintam à vontade com suas condutas. Também deixar bem claro que quando necessário, novas ações poderão acontecer a qualquer momento”, declarou.

A operação Interior Seguro movimentou Sinop na semana que antecede o aniversário de 41 anos da cidade e contou com grupos especializados como a Gerência de Operações Especiais (GOE/PJCMT), Força Tática da Polícia Militar, Ronda Ostensiva Tática Móvel (Rotam), além de policiais de diversas delegacias da Polícia Civil e comandos regionais da Polícia Militar do Estado.

Para dar celeridade à operação, uma das eficientes frentes da ação se destacou pela parceria com o Poder Judiciário e Ministério Público, por meio de Gabinete Integrado, um espaço onde a PM e Polícia Civil agiram juntamente com magistrados facilitando com que mandados de prisão e de busca saíssem de modo mais ágil
.

 

 

Da Redação

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário