14/09/2016 - Preso funcionário de fazenda suspeito de matar procuradores e enterrar corpos em área rural

14/09/2016 - Preso funcionário de fazenda suspeito de matar procuradores e enterrar corpos em área rural

A Polícia  Civil prendeu um homem suspeito do desaparecimento de dois procuradores, um do Distrito Federal e outro do Rio de Janeiro,  que deixaram de dar  notícias a família desde o último domingo (11), no município de Vila Rica (1.259 km a Nordeste). O crime teria sido cometido em razão de pai e filho descobrirem um esquema de roubo de gado.

 

O suspeito é funcionário da fazenda de propriedade das vítimas, o procurador aposentado do Distrito Federal, Saint Clair Martins Souto,78,  e seu filho Saint Clair Martins Souto Filho, 38,  procurador do Estado do Rio de Janeiro.

Segundo assessoria da Polícia, o  funcionário foi preso no município de Colinas do Tocantins (TO), pela Polícia Civil daquele Estado, depois de solicitação de apoio da Gerência de Combate ao Crime Organizado (GCCO) e a Delegacia da Polícia Civil de Vila Rica.

Em interrogatório, o suspeito revelou que teria matado as vítimas e enterrado os corpos em uma região, próxima a fazenda, que fica 90 quilômetros da zona urbana de Vila Rica.

A Polícia Civil de Mato Grosso irá realizar buscas para confirmar a morte com a localização dos corpos. Segundo o suspeito, as vítimas teriam descoberto que ele estaria desviando gado da propriedade.

O delegado do GCCO, Diogo Santana, que está com uma equipe policial em Vila Rica, e o delegado Gutemberg de Lucena, estão à frente das investigações.

O nome do suspeito não foi informado. Ele será recambiado do Tocantins para Vila Rica.

A investigação conta com suporte da Secretaria de Estado de Segurança Pública  e do Centro Integrado de Operações Aéreas (CIOPaer).

 

 

 

 

Da Redação - Patrícia Neves

 

 

Comentários

Data: 14/09/2016

De: cidadao

Assunto: covardia

COVARDE DESGRAÇADO, MATAR DUAS AUTORIDADES DO ESTADO PARA ACOBERTAR O PRÓPRIO CRIME.
-
ESSE VERME NÃO MERECE ESTAR NA SOCIEDADE.
-
E DIGO MAIS, NOSSA REGIÃO ESTÁ AFUNDADA NUMA VIOLÊNCIA GENERALIZADA.
-
ENQUANTO UNS FAZEM ESTRADEIRO PRA TIRAR FOTOS E FAZER PASSEIO, OUTROS BRIGAM POR MIGALHAS E O GOVERNO NÃO FAZ NADA.
-
SIMPLESMENTE MATOU DUAS AUTORIDADES DO ESTADO, PROCURADORES DE CARREIRA, UM APOSENTADO E OUTRO DA ATIVA.
-
VERGONHA DESSE ESTADO DE GRILEIROS, PISTOLEIROS E LADRÕES.

Novo comentário