14/09/2016 - Caravana bate recorde e já são 1.885 cirurgias oftalmológicas

14/09/2016 - Caravana bate recorde e já são 1.885 cirurgias oftalmológicas

Após bater recorde em número de consultas oftalmológicas, nesta segunda-feira (12.09) a segunda edição da Caravana da Transformação, realizada em Peixoto de Azevedo, atingiu 1.885 cirurgias oftalmológicas. O número já é maior que o registrado na primeira edição da iniciativa do Governo do Estado, realizada em Barra do Bugres. A primeira caravana atingiu a marca de 1.873 cirurgias.

Também foram registradas 5.843 consultas oftalmológicas. Somente nesta segunda-feira, foram realizadas 799 consultas, 96 cirurgias de catarata e 253 cirurgias de pterígio. Contando com os exames, foram 4.024 procedimentos.

Nesta terça-feira (13.09) a Caravana da Transformação terá seu último dia de realização das consultas oftalmológicas. Em seguida, ficam somente os médicos que vão atuar nas cirurgias de catarata, pterígio e yag laser. Quem sofre com problema de visão pode procurar a Vila Olímpica de Peixoto de Azevedo e fazer a consulta gratuitamente.

Por cada consulta, o Governo de Mato Grosso pagará R$ 10, de acordo com a tabela do Sistema Único de Saúde (SUS). A cirurgia também segue o valor da tabela do SUS, ou seja, menos de R$ 700. As cirurgias da Caravana da Transformação ocorrem até esta sexta-feira (16.09).

Para garantir a eficiência nos procedimentos, a empresa contratada pelo Governo de Mato Grosso realiza todo o acompanhamento pós-cirúrgico. O primeiro acompanhamento ocorre 24 horas após a cirurgia. Um segundo, é feito sete dias depois. A empresa voltará 30 dias após as operações, em um último encontro com os pacientes.

No final de semana, a Caravana da Transformação recebeu o governador Pedro Taques, idealizador da iniciativa. O chefe do Poder Executivo Estadual se reuniu com prefeitos da região e tratou questões como saúde, segurança, educação e meio ambiente, com lideranças do extremo Norte do Estado.

Caravana bate recorde e já são 1.885 cirurgias oftalmológicas 

Thiago Andrade | Gcom-MT

 

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário