15/10/2014 - Índios levam barcos e carros de Dsei em MT para cobrar melhoria na saúde (Atualizada)

Dois barcos, um caminhão e um carro de passeio foram levados em protesto. Funcionários deixaram a sede do Dsei após supostas ameaças de invasão.

 

Um grupo de índios da etnia Karajá invadiu nesta terça-feira (14) a sede do Distrito Sanitário Especial Indígena (Dsei), em São Félix do Araguaia, a 1.159 km de Cuiabá, e levou dois barcos, um carro de passeio e um caminhão, de propriedade da instituição, para a Aldeia Fontoura, que fica na Ilha do Bananal, no Tocantins. Eles cobram uma reunião com um representante do Ministério da Saúde e, por esse mesmo motivo, sequestraram, na semana passada, o coordenador do Dsei de São Félix do Araguaia.

No momento em que os índios pegaram os veículos que estavam no pátio do Dsei não havia ninguém no prédio. Um dos funcionários da instituição havia informado ao G1 no início da manhã que os índios tinham ameaçado ir até o local em protesto contra o resgate do coordenador, Milton Martins de Souza. Desse modo, eles deixaram o local antes da chegada do grupo.

Milton deixou a aldeia Fontoura na noite desta segunda-feira (13) com a ajuda de funcionários do Dsei de São Félix do Araguaia, que foram até a Ilha do Bananal de barco para resgatá-lo. Para ter acesso à aldeia, onde o coordenador estava em poder dos indígenas desde quinta-feira (9), é preciso navegar pelo Rio Araguaia, entre Mato Grosso e o estado vizinho.

Um dos líderes indígenas, Samuel Karajá, informou que os barcos e os veículos foram levados para a aldeia Fontoura e que só devem ser liberados após reunião com a Secretaria Especial de Saúde Indígena (Sesai), ligada ao Ministério da Saúde. Os indígenas reivindicam, principalmente, melhorias na saúde, já que, segundo eles, faltam medicamentos nas unidades. Ainda segundo Samuel o secretário-geral da Presidência da República, Gilberto Carvalho, entrou em contato com eles por telefone e teria prometido ir até a comunidade nesta terça-feira. "Agora que o coordenador deixou a aldeia, eles não vão mais querer vir conversar com a gente", avaliou.

A assessoria de imprensa da Secretaria Geral da Presidência informou que o secretário está em férias e o substituto dele está no Amazonas, onde participa de uma cerimônia de assinatura de um convênio de agroecologia. Alegou ainda que nenhuma reunião está prevista pelo secretário em exercício com os indígenas da região Araguaia.

Além da realização de licitação para a compra de remédios, eles cobram a renovação de contratos dos pilotos de embarcação responsáveis pelo transporte de pacientes da Ilha do Bananal para São Félix do Araguaia, cidade mais próxima. Os contratos, conforme o líder indígena, já venceram há mais de dois meses e os pilotos, boa parte deles índios, estão trabalhando sem receber salário.

Os índios alegam que muitas pessoas morrem por falta de remédios nos postos de saúde. Alguns deles, Luiz Carlos Mauri Karajá, comprar medicamentos com o dinheiro do próprio bolso, mas aqueles que não tem condições financeiras de adquirir a medicação acabam perecendo.

Na sexta-feira (10), o Ministério da Saúde disse, por meio de nota, que o secretário especial de Assistência à Saúde Indígena, Antônio Lopes, iria se reunir com os índios somente se liberassem o coordenador do Dsei.

De acordo com um dos líderes do movimento Edmilson Karajá: “A questão da saúde que ta muito precária. Não tem carro, remédio, é um desespero. São não sei quantos milhões de reais, mas os recursos tão sendo aplicados aonde?”, questionou. “Estamos reivindicando nosso direito. As crianças estão morrendo e nós temos como provas com as certidões de óbito. Isso é um grito de socorro dos povos Karajá que estão sofrendo”, desabafou o líder, Edmilson.


 

 

Com informações de Vanessa Lima/O Repórter do Araguaia para Pollyana Araújo do G1 MT

Fotos Néia Rondon/O Repórter do Araguaia

 

Comentários

Data: 20/10/2014

De: Anônimo

Assunto: Reinvidincações

Estou totalmente a favor do Povo Iny neste momento. A situação chegou a um limite insustentável. Esta foi a forma encontrada para serem ouvidos.
E ainda digo mais, isto que vcs estão exigindo é muito pouco. Não é com medicação e renovação do contrato de pilotos que as coisas vão melhorar aí na saúde indígena. Vcs precisam de gestores COMPETENTES no Distrito. Alguém que bote ordem na casa, pq até agora a coisa está sem controle nenhum. Não adianta ter barco, carro, piloto, remédio sem ter pessoas que saibam coordenar tudo isso. Coordenar as ações de saúde não é pra qualquer um. E sobre isso o Sr. Antônio Alves não parece se importar muito já que deixou o Milton como interino por muito tempo. Quando viu que não tinha ninguém para colocar no lugar, colocou ele como Coordenador efetivo.


Data: 17/10/2014

De: MS

Assunto: Mudança de Confresa

Caros Indigenas

Não houve e nem vai haver mudança para Confresa funcionarios tiveram que abandonar seus postos pelo simples fato da ameaça imposto por vocês. Quero dizer que o senhor Antonio não tem pretenções alguma de ir pois com certeza ele será o proximo sequestrado por vocês . Assim que a poeira baixar o posto reabrirá e tem mais isso que voces levaram e patrimonio publico portanto devolvam o mais rapido possivel.

Data: 16/10/2014

De: pipi

Assunto: indios

o que sera do comercio de sao felix sem a sesai a mudança para comfresa agora e serta0,, os tapirape vao adorar e os karaja vao se lascar faser o que ne

Data: 16/10/2014

De: Dom Bill

Assunto: LIXO

tem gente aqui que se acha o dono da verdade e por isso quer mandar no site da Vanessa, a única que dá voz a esses índios irresponsáveis.

tem gente que implica até com o nome dos outro e com o que os outro escreve só fica criticando e apontano o dedo.

Enquanto o seis fala ai a sesai ta de mala pronta pá Confresa ai são felo acaba memo. A sesai que ainda segurava u cumercio agora sem a sesai são felo e a prossima vila rica.

Data: 16/10/2014

De: pipi

Assunto: Re:LIXO

quem deveria morrer e vc seu babaca

Data: 16/10/2014

De: calor

Assunto: odeio indio

esses indios filhos da p. diviam morre todos

Data: 15/10/2014

De: CACIQUE PAULA TEJANDO

Assunto: SEQUESTRO

Vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros. Queira por favor, refazer seu comentário e reenviá-lo sem citar nomes.

Data: 15/10/2014

De: Odorico Cerqueira

Assunto: Re:SEQUESTRO

A sociedade esta cheia e hipocrisia, não se distingue coisas serias de coisas sem valor.
Dirijo-me agora a vanesa que em muitos dos momentos propos-se a retirar da pagina denuncias mesmo que sejam infundadas. mas são denuncias e não se preocupando com codinomes e ofensas dirigidas aos povos indigenas. Vanesa age de forma permiciosa permitindo ofensas e não defendendo-os, defendendo apenas os engravatados da sesai, o o nome acima do internauta a exemplo, usou o titulo indigena mas usou a forma pejorativa para tal(PAU LATEJANDO) VERIFIQUE vanesa e retire a materia acima; Lembro ainda que se a sesai for para Confresa SANFA voltara a mesmice anterior.

Data: 16/10/2014

De: CACIQUE PAULA LATEJANDO

Assunto: Re:Re:SEQUESTRO

ODORICO CERQUEIRA,VC USO DE MÁ FÉ,PRIMEIRO EU NÃO ESCREVI,(PAU LATEJANDO),EU ESCREVI PAULA LATEJANDO,CORRETO,SEGUNDO EU NAO ME DIRIGE A VC OU A QUALQUER OUTRA PESSOA,EU SUGERI QUE SEQUESTRARMOS A BRUNA,AGORA SE VC NÃO E O RAIMUNDO BRANCO OU O EX QUE TRABALHA NA SESAI,TU TA RECLAMANDO DO QUE O MANÉ,A BRUNA E UMA DELICIA E PRONTO,CASA COMIGO BRUNA, DE DOU CASA,COMIDA E 3 MILHÃO POR MÊS.KKKKKKKKKK.SEU OTÁRIO.

Data: 15/10/2014

De: INHA

Assunto: KARAJA

AOS IRMÃO KARAJÁ ESSES COMENTÁRIOS QUE TEM DENUNCIA E IMPORTANTES LIDES QUE VOCÊS TIRA COPIA E PASSA PARA ESSE ANTONIO ALVES QUANDO ELE VIM A IR TAL VEIS ELE TOMA UMAS PROVIDENCIAS.

1 | 2 | 3 | 4 | 5 >>

Novo comentário