14/10/2015 - MT poderá ter fábrica de automóveis

Encontra-se sob análise da Secretaria de Desenvolvimento Econômico (Sedec) a documentação para que a empresa se instale na capital

Mato Grosso poderá receber pela primeira vez em sua história uma fábrica de automóveis. Trata-se da TAC Motors, que planeja se instalar em Cuiabá, onde iria produzir o utilitário Stark, com motor 2.3 turbo diesel.

Um dos setores que mais avança no mundo e entre os maiores geradores de emprego e renda, a chegada de uma fábrica de automóveis utilitários desmistifica o conceito que este tipo de investimento só teria sucesso nos grandes centros consumidores.

“Estamos abertos a todo tipo de parceira que seja bom para o Estado, para a população e também para quem quer ser parceiro de Mato Grosso”, disse o governador Pedro Taques, apontando para o salto e a diversificação que o Estado terá caso se confirme a chegada da indústria da TAC Motors, que é brasileira.

Encontra-se sob análise da Secretaria de Desenvolvimento Econômico (Sedec) a documentação para que a empresa se instale na capital.

“Estamos analisando as propostas e já mantivemos mais de uma reunião com o grupo de empresários interessados em montar uma fábrica em Mato Grosso. E a sinalização do governador Pedro Taques para que a relação institucional seja a melhor possível, respeitada a transparência, legalidade e os benefícios que isto representa para o Estado, município e população”, disse o secretário de Desenvolvimento Econômico, Seneri Paludo.

Originalmente instalada em Santa Catarina e com outra unidade no Ceará, o modelo Stark, por ser um utilitário a diesel, atrai principalmente o público empresarial rural, mas também aqueles dos esportes radicais, sendo que o fato de ser compacto e dinâmico seria ideal para as grandes cidades.

A semelhança com o Jeep e com o Troller abre perspectivas para que a TAC Motors tenha sucesso na empreitada de inserir o Stark em Mato Grosso. A grande vantagem seria a produção aqui em território estadual, o que poderia baratear os custos, hoje em torno de R$ 85 mil até R$ 92 mil.

Outra vantagem seria o fato do Stark por sua constituição ser um veículo utilitário para todo tipo de terreno, os seja, contemplaria o vasto território de Mato Grosso, que tem deficiência de rodovias, além de ter mais de 64% do seu território ambientalmente preservado, portanto, com áreas de difícil acesso.

“As perspectivas são boas, mas como princípio norteador deste governo, nossa missão é avaliar todos os pedidos de incentivos e de parcerias para que os benefícios fiquem para o Estado, para os municípios e para a sociedade. Uma fábrica automotiva está entre os negócios de maior amplitude na captação de mão de obra e na geração de empregos indiretos. Por isso são vista pelo governo como importante, além de ser a primeira de Mato Grosso caso, confirmado o entendimento”, explicou o secretário Seneri Paludo.

Paludo sinalizou que espera poder concluir os entendimentos e análises ainda neste ano de 2015 para que o governador Pedro Taques possa anunciar a chegada da primeira fábrica de automóveis de Mato Grosso.

 

 

Marcos Lemos

Diário de Cuiabá

 

 

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário