14/11/2013 - Ministério da saúde suspende recursos para sete municípios de MT que estão irregulares; três são do Araguaia

O Ministério da Saúde suspendeu repasse de recursos um dos setores de saúde pública em Campinápolis, Alta Floresta, Colniza, Confressa, Nova Lacerda, Santa Terezinha e Vale de São Domingos. Eles são referente ao número de equipes de saúde da família, de saúde bucal e agentes comunitários de saúde com irregularidades no cadastro de profissionais no Sistema de Cadastro Nacional de Estabelecimentos de Saúde (SCNES). A portaria aponta que a situação deve seguir a até que a falha seja regularizada. Os valores não foram divulgados.

O documento aponta que em Alta Floresta, foi apontada apenas uma equipe de saúde da família na situação irregular. Já em Campinápolis, são destacados seis agentes comunitário, em Colniza uma equipe de saúde da família e nove agentes, em Confessa duas equipes de saúde da família, uma bucal e 22 agentes, em Nova Lacerda, uma equipe bucal, em Santa Terezinha, uma equipe de saúde, outra bucal e 11 agentes e Vale do São Domingos, duas equipes de saúde e dois agentes.

Ao todo, 25 Estados têm municípios listados em todo país. A Confederação Nacional (CNM) aponta que a única exceção é Roraima. A suspensão de recursos abrange, inclusive, capitais, como São Paulo (SP), Salvador (BA), Belém (PA) e Rio de Janeiro (RJ).

 

Weverton Correa

Comentários

Data: 15/11/2013

De: SANFA

Assunto: Saúde Pública

Isso significa que o município de São Félix está regular. Obrigação da Secretaria em manter a regularidade em todos os programas, sabemos que é,. A César o que é de César. Isso é muito bom!
Parabéns Gildene e equipe!

Data: 15/11/2013

De: jose rezende

Assunto: o que é isso aqui?

Isso aqui é um jornal ou é o Boletim Informativo do Gabinete do Riva?

Novo comentário