14/12/2011 - Música e inclusão social

 

Nayara Milhomem, de 17 anos adora cantar. Nayara começou a se apresentar com 12 anos de idade e foi Branco que descobriu o seu talento. "Na época, ele dava aulas na Pastoral da Criança,  e ele acreditou na minha voz". Nayara foi uma das alunas do projeto de inclusão social desenvolvido pelo músico em São Félix do Araguaia. As oficinas envolveram jovens de de 17 a 29 anos. 
Os alunos receberam aulas de violão, contrabaixo, teclado, percussão e canto.  O Projeto foi  realizado com recursos do  Ministério da Cultura/ Funarte. 
 
Branco trabalha com jovens e crianças carentes há mais de 15 anos. Esse  trabalho rendeu muitos frutos e alguns hoje são profissionais da área de música. "São Félix, infelizmente, não apresenta muitas oportunidades para os jovens, por isso sempre incentivei os jovens a buscar um outro caminho através da música", declarou Branco.
 
Frutos da Oficina


Os alunos que participaram da oficina montaram uma banda e o realizaram uma Mostra Musical na escola Tancredo Neves. E depois se apresentaram na Lanchonete Sabor do Araguaia. Branco deixou os instrumentos e a Banda continua ensaiando e pretende se apresentar para a população. "Hoje nós somos cinco, Lucas, Ricardo, Reuel, Yago e eu, nos estamos ensaiando, aumentando nosso repertório para começar a fazer apresentações e shows", acrescentou Nayara.

 

Escrito por Rizza Matos

Comentários

Data: 17/12/2011

De: Amiga

Assunto: Futuro da Galera jovem

Gostaria de parabenizar o Branco pelo incentivo a esses jovens, que tem tudo pela frente...
parabenizar tbm a Nayara Milhomem pela excelente voz..

Novo comentário