15/02/2013 - Cerca de 300 famílias correm o risco de serem despejados em Cuiabá

Cerca de 300 famílias do bairro Parque Mariana, localizado na região do Coxipó, correm o risco de serem despejadas de suas casas. O motivo seria uma liminar favorável ao Serviço Social do Comércio (Sesc) que reivindica a posse de uma área de 9 hectares. Na manhãde quinta feira (14), os moradores foram ao Palácio Paiaguás, para tentar uma audiência com o governador do Estado, Silval Barbosa (PMDB), com o intuito de permanecerem na área. Na ocasião foram recebidos pelo coronel Lindomar Nunes de Macedo.

O encontro contou com a presença de representantes dos moradores e vereadores. De acordo com o representante dos moradores, Antonio Miguel, a reunião foi produtiva. “Tivemos alguns avanços na reunião e contamos com a ajuda do governo para evitar que essas 300 pessoas percam suas casas,” afirmou. Ainda segundo ele, há dois anos a área é ocupada pelas famílias.

Os manifestantes questionaram a última decisão do juiz Aristeu Barbosa Vilela, que emitiu três liminares favoráveis aos moradores, porém na última foi a favor ao Sesc.

Apesar de o Sesc reivindicar 9 hectares de terra, a área ocupada pelas famílias é de 17 hectares. “A áreas reivindicada pelo SESC não corresponde à ocupada pelos moradores”, ressaltou o vereador Oséas Machado (PSD).

De acordo com os manifestantes, a área grilada estava há mais de 30 anos abandonada e que era um local de desmanche de carros e motos. O Parque Mariana fica próximo ao bairro São João Del Rey, na região do Coxipó, a um complexo do Sesc
.

 

Da Redação - Priscilla Silva

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário