15/02/2013 - Quase isolada por atoleiros, cidade em MT tem dia de tumulto por causa de combustível

 

Centenas de motoristas formaram uma grande fila em um posto de combustíveis de Aripuanã, no extremo Noroeste de Mato Grosso,  na tarde de quinta-feira, 14,  para abastecer seus veículos. O município estava sem combustível devido a vários atoleiros ocasionados pelas fortes chuvas que impediam o acesso a cidade. A correria foi grande, quase gerando tumulto: todos queria encher o tanque dos carros. 

 
O caos nas estradas vem sendo denunciado há dias - ocasionado pela má conservação. O motorista do caminhão-tanque contou que passou dias nas estradas aguardando o tempo estiar. “É um grande sofrimento nessas estradas, precisamos da ajuda do governo o mais rápido possível, vários amigos ainda estão parados e precisam de socorro” desabafou.>>>
 
Nos cincos estabelecimentos da cidade não tinha etanol, gasolina e diesel, por isso os motoristas tiveram que passar por esse transtorno para conseguir encher o tanque nesta tarde. “Eu sempre abasteço meio tanque, mas com essas condições das estradas, como já estava na reserva, desta vez resolvi adiantar tudo para não ficar sem”, contou Maria de Lima.
 
“Com o tumulto e o medo de ficar sem, o pessoal esta abastecendo aditivada, mas logo acaba também, está todo mundo enchendo com ela por falta de opção. O movimento está bem maior”, afirmou o frentista Renan Tiemann.
 
As fortes chuvas que caíram pela região noroeste de Mato Grosso nas últimas semanas, fizeram com que os municípios de Aripuanã, Castanheira, Colniza, Cotriguaçu e Juruena decretassem estado de emergência por causa das enchentes de rios e atoleiros nas estradas.
 
Na MT-183 que liga Aripuanã a Juína tem vários pontos críticos de alagamento e atoleiros. Pela BR 174, trecho que liga Aripuanã ao município de Juruena, a situação também é bastante crítica, devido aos atoleiros que acabam causando o congestionamento de diversos caminhões carregados.
 
Escrito por Top News via 24 Horas News
 
 

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário