15/05/2014 - Maior produtor de grãos do Araguaia, distrito "sonha" com a emancipação

Com 3,5 mil habitantes e cerca de 280 mil hectares de lavouras, o distrito de Espigão do Leste, a 230 km do município-sede: São Félix do Araguaia, vive a expectativa de emancipação do município para buscar o que a população mais almeja: infraestrutura. Nem mesmo o grande volume de área plantada, que o transforma em um dos maiores produtores de grãos do Vale do Araguaia, parece sensibilizar as autoridades para as carências que os moradores enfrentam. Conhecido como “Os Baianos”, Espigão do Leste sente a falta de tudo um pouco.

 De acordo com os moradores, não há médicos, água tratada, falta segurança pública (apenas três policiais e uma viatura), a energia elétrica é precária, a telefonia deficiente, não existe agências bancárias e dos correios, e vias públicas estão no mais completo abandono. “A principal fonte de renda de São Félix do Araguaia é o distrito, mas nós não recebemos a atenção que merecemos, mesmo gerando dinheiro ao município”, ressalta o agricultor Joaquim Guimarães. 

 O subprefeito do distrito, Sávio Xavier, reconhece que o local necessita de infraestrutura.  “Espigão do Leste passa por um momento muito bom. Empresários chegam a toda hora para investir na região, grandes empresas estão se instalando, mas precisamos de infraestrutura dentro da vila, pois aqui falta muito pra ficar bom ainda”.

 No local, o sentimento dos moradores é pela emancipação urgente como forma de corrigir as falhas que existentes, bem como aproveitar o bom momento que o distrito vive para transformá-lo em uma das grandes cidades do Norte Araguaia. “Essa é a nossa esperança”, diz uma moradora que não quis ser identificada. Espigão integra a lista de distritos que poderá ser elevado à categoria de município, conforme projeto que tramita no Congresso Nacional. O Rdnews tentou falar com o prefeito José Antônio de Almeida, o Baú, contudo, não conseguiu localizá-lo. 

 

Eldorado.fm Vila Rica-MT

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário