15/07/2015 - “Blairo Maggi vai acompanhar a decisão do PMDB”, diz Bezerra

O presidente do PMDB em Mato Grosso, deputado federal Carlos Bezerra, afirmou que o senador Blairo Maggi - atualmente no PR, mas cada vez mais próximo de uma filiação ao PMDB - não irá interferir nas articulações da sigla para a disputa pela Prefeitura de Cuiabá, no próximo ano. 

O partido tem como pré-candidato ao Palácio Alencastro o ex-juiz federal Julier Sebastião da Silva. 

Maggi é amigo pessoal e aliado político do prefeito Mauro Mendes (PSB), que, ao que tudo indica, deverá sair a uma disputa pela reeleição. 

Nos bastidores, as informações dão conta de que, antes mesmo de confirmar sua filiação ao PMDB, Maggi já estaria tentando “costurar” um apoio do partido à eventual recandidatura de Mendes. 

As especulações, no entanto, são negadas pelo presidente Carlos Bezerra. “Ele não vai inviabilizar a candidatura do Julier. Ele vai acompanhar o que o partido decidir”, afirmou Bezerra. 

“O Maggi é amigo do atual prefeito. Eu sei disso, todos nós sabemos, mas ele vai acompanhar o que o partido definir, e isso nós já conversamos”, completou o deputado. 

Ainda conforme Bezerra, o PMDB já está trabalhando a candidatura de Julier. Recentemente, o ex-juiz apareceu, inclusive, em inserções do partido no rádio e na televisão. 

“O PMDB está conversando com Julier, já temos também uma chapa de vereadores muito boa. Enfim, estamos trabalhando”, disse o cacique do PMDB

Candidatura de Maggi 

Sobre uma eventual candidatura do senador Blairo Maggi, o deputado Carlos Bezerra afirmou que ainda não houve nenhuma conversa nesse sentido. 

“Ainda não há um plano, ele vem para somar e vai militar na sigla. Se ele resolver ser candidato, o partido vai discutir com ele”, afirmou Bezerra.

“Até agora, ele não definiu nada, só disse que quer vir para o partido e militar no PMDB”, completou. 

Em entrevista recente ao MidiaNews, Blairo Maggi disse que só voltará a se candidatar se for para uma recondução ao Senado Federal, cargo que ele ocupa desde 2010.

Ele, que já foi governador de Mato Grosso por dois mandatos, afirmou que não tem a intenção de voltar a disputar uma eleição ao Palácio Paiaguás.

“Posso voltar a disputar uma eleição, desde que seja uma recondução ao Senado. Para o Executivo, eu não gostaria, não é minha vontade”, disse Maggi, na ocasião. 

 

 

Camila Ribeiro 

Da Redação

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário