15/08/2012 - Pais de siameses pedem ajuda para pagar estadia durante cirurgia em SP

Os pais dos gêmeos siameses Cristopher Henrique e Nicolas Samuel que estão com oito meses de idade precisam de ajuda para que os filhos possam fazer a cirurgia de separação no Instituto da Criança, do Hospital das Clinicas, em São Paulo.

Ainda sem dinheiro para pagar a passagem de Primavera do Leste (237 km de Cuiabá) até São Paulo (SP), Celso Henrique Santos, de 24 anos, e Lorraine da Silva Monteiro, de 16, não perderam a esperança. “Vamos conseguir fazer os exames e a cirurgia deles”, diz confiante a mãe dos meninos.

Eles precisam estar em São Paulo dia sete de setembro e entre exames, cirurgia e o acompanhamento médico a família deve permanecer no Estado entre três e quatro meses. Para se manter na cidade, o casal precisa de ajuda financeira, pois o pai das crianças ganha R$ 700 como frentista e não dá para custear as despesas da família.

O aluguel vai custar todo mês R$ 1.500 ao casal, caso eles paguem o mês fechado. Outra opção é o pagamento diário, que sairia por R$ 70, totalizando em 30 dias R$ 2.100. “Os médicos que recomendaram a casa, eles disseram que era preciso ficar hospedado em um lugar perto do hospital”, explicou Lorraine.

A mãe sabe que a cirurgia de separação dos gêmeos é de risco. “Os médicos disseram que também existe risco se eles continuarem juntos”, disse a mãe. A notícia de que os filhos seriam siameses veio no início da gestação. “Soube quando estava no terceiro mês da gravidez”. 

O pedido de ajuda tem emocionado e algumas pessoas já começaram a ajudar. É como dizem, toda ajuda é bem-vinda. O pai, Celso Henrique Santos, vai receber o salário mesmo sem prestar o serviço, é uma ajuda do chefe dele.

“Quando a gente precisava ir para São Paulo ele pedia licença do trabalho, mas não recebia. Agora ele vai receber mesmo estando lá em São Paulo acompanhando os exames”, explicou a mãe dos gêmeos.

A ajuda da Prefeitura de Primavera do Leste não é financeira, mas é muito bem aceita pelos pelo casal. “Recebemos da Prefeitura leite e fraudas”. Do governo estadual a ajuda, segundo Lorraine, está sendo com a documentação para que o tratamento seja realizado. 

O casal pede a colaboração da população e quem quiser e puder ajudar é só ligar no número: (66) 9968-1344 ou depositar qualquer quantia na conta do pai das crianças.

Agência: 3927 - conta poupança: 6151-4 – operação: 013  - Caixa Econômica Federal.

 

Da Redação - Victor Cabral

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário