15/09/2015 - Unemat salta 74 posições em ranking universitário

As duas instituições públicas do Estado subiram na avaliação do Ranking Universitário Folha (RUF), que divulgou nesta segunda-feira a quarta edição da pesquisa, realizada pelo DataFolha.

A Universidade do Estado de Mato Grosso (Unemat) deu um salto de 74 posições, saindo do 159º lugar, em 2014, para 85º, este ano. A Universidade Federal de Mato Grosso também cresceu, mas a evolução foi de apenas três pontos. Em 2014, a instituição estava na 36ª colocação e agora aparece na 33ª.

Levantamento, feito desde 2012, leva em consideração indicadores como pesquisa, inovação, internacionalização, ensino e mercado. No ranking deste ano estão classificadas 192 universidades brasileiras públicas e privadas.

Reitora da UFMT, Maria Lúcia Cavalli Neder, comemorou o aumento do conceito da instituição e destacou os itens que ainda precisam ser melhor trabalhados.

"No ranking avançamos três pontos, isso significa que estamos com as políticas acertadas, apesar de ainda termos que melhorar nos indicadores de internacionalização e inovação".

Maria Lúcia ressalta que a UFMT vem evoluindo nos últimos sete anos. "Em 2008, na internacionalização, tínhamos um aluno, agora temos quase 600. Mas precisamos melhorar muito na extensão e pesquisa". Na inovação, a reitora destaca a criação do escritório de inovação.

A UFMT recebeu nota de 1,7  de um total de 4 pontos no quesito inovação, que considera o número de patentes pedidas, ou seja, o direito de exclusividade para explorar comercialmente novas ideias entre 2004 e 2013.

Quase a mesma pontuação foi aplicada para a internacionalização, em que a universidade obteve nota 2. O indicador leva em conta o número de citações de trabalhos das instituições por grupos de pesquisa internacionais e a proporção de publicações feitas em coautoria com outras academias no mundo todo.

A Universidade de Cuiabá (Unic), única privada a aparecer no ranking, avançou na pontuação, mas ainda está nas últimas colocações. Este ano chegar ao 128º lugar, crescendo 23 pontos em comparação com 2014, quando ficou em 151º.

Os dados do RUF são orientados por uma equipe da Folha de S. Paulo. Utiliza como base periódicos científicos, informações do Ministério de Educação (MEC), patentes brasileiras e pesquisas nacionais de opinião feitas pela Datafolha.

A liderança nacional é atribuída à Universidade de São Paulo (USP), que teve pontuação máxima no quesito qualidade entre as instituições de ensino superior do país, apesar de vários cortes no orçamento.

 

 

Priscilla Silva

Gazeta Digital

 

Comentários

Data: 15/09/2015

De: Raimundo Elizeu Padilha

Assunto: tão vendo



Essa unemate foi rejeitada pelo prefeito BAU no seu primeiro mandato e esta sendo rejeitada também no seu segundo mandato, com aval da sua secretaria de educação.

Novo comentário