15/10/2012 Dia do Fisioterapeuta e Terapeuta Ocupacional: momento para comemorar

Entrar para “área da saúde” não foi uma conquista fácil. O Dia do Fisioterapeuta e do Terapeuta Ocupacional, comemorado em 13 de outubro, é resultado de uma luta histórica no país. O sistema mecanizado, século XVIII, fomentou exaustiva jornada de trabalho e novas doenças. Nesse contexto, surge aplicação de recursos elétricos, térmicos e hídricos aliados aos exercícios em atendimento do indivíduo doente. No entanto, o reconhecimento profissional acontece somente no final do século XX.

 

O decreto-lei 938/1969 que rege nossas profissões foi promulgado pelos ministros da Marinha de Guerra, Exército e Aeronáutica em plena ditadura militar. Um período de desrespeito aos direitos humanos. Por outro lado, o cidadão passou ter garantido na Constituição Federal mais qualidade de vida com tratamentos que possibilitam execução de técnicas que restauram, desenvolvem e conservam a capacidade física e mental do paciente.

 

Hoje, o momento é muito diferente daquele. Avanços e melhorias nos campos político, econômico e de saúde, promoveram mudanças nas profissões, em especial nas nossas. É nítida a ampliação da assistência do brasileiro no Sistema Único de Saúde (SUS). Não estamos mais limitados em “restaurar, desenvolver e conservar a capacidade física e mental” da sociedade, mas também em atuar de forma integrada com categorias do bem-estar e cura.

 

A práxis baseada na ciência trouxe novo cenário para todos os níveis de atenção a saúde. Ações de prevenção, promoção, organização de serviços de assistência são realizadas com mais autonomia. Atividades que vão desde realizar avaliação física, elaborar planos de tratamento e de recuperação de disfunções físicas e mentais estão na pauta de prioridades de um campo profissional maduro e especializado.

 

Atualmente, o Brasil conta com mais de 150 mil fisioterapeutas e terapeutas ocupacionais. Todos formados em faculdades que, na maioria, atendem determinações das Diretrizes Curriculares Nacionais do Ministério da Educação (MEC). A formação acadêmica é importante porque reduz aplicação de critérios inadequados e fortalece o universo de recuperação da pessoa que necessita de tratamentos específicos.

 

De fato, avançamos muito nesses 43 anos de doutores autônomos e legalmente regulamentados. É hora de comemoração. Assim como, de reflexão dos próximos passos da classe. Temos certeza que grande parte da sociedade, em especial os portadores de doenças crônicas não têm acesso à fisioterapia e terapia ocupacional de forma plena. Essa necessidade social é a batalha que devemos travar com cidadãos interessados em viver numa pátria mais justa. Feliz Dia do Fisioterapeuta e do Terapeuta Ocupacional!

 

Elias Nasrala Neto é presidente do Conselho Regional de Fisioterapia e Terapia Ocupacional (Crefito-9)

 

Comentários

Data: 06/07/2016

De: bh grafica

Assunto: bh grafica

Precisando de orçamento de produtos ou serviços gráficos na bh grafica é rápido e descomplicado.

Sinta-se à vontade para eventuais orçamentos

Vendas: (31) 3332-7238
E-mail: cta@bhgrafica.com.br
Site: www.bhgrafica.com

Obrigado pela preferência!!!

Novo comentário